Os BON JOVI estiveram em Portugal no Parque da Bela Vista, num espectáculo musical de quase três horas de duração, neste que foi o último espectáculo da “Circle Tour”. Quase seis dezenas de milhares de pessoas, vindas de todo o país, estiveram do início ao fim do concerto sempre em uníssono com a banda para deleite dos próprios.

Seguindo uma tradição não muito portuguesa, a banda entrou em palco exactamente à hora marcada, às 21.15, John Francis Bongiovi, Richie Sambora, Tico Torres e David Bryan subiram ao palco com uma extasiante e explosiva “Raise Your Hands“.

O início do concerto foi bastante entusiasmante, seguindo sempre uma lógica entre as canções interpretadas, oscilando entre os grandes hits da banda e algumas outras músicas que os fãs entusiastas poderiam não assimilar melhor. Mesmo com alguns altos e baixos (mais momentos altos que baixos), a banda mostrou uma regularidade característica dos grandes grupos e prova (se fosse preciso) que continua a ser um super grupo do rock mundial. Instrumentalmente todo o concerto foi irrepreensível, os executantes levam a trilha num carreiro muito bem encaminhado, sem falhas visíveis de maior. Só um ponto de referência, a “frescura” da voz do Jon Bon Jovi (John Francis) mostra já não ser a mesma, nas músicas mais exigentes nota-se que Jon já não tem o fôlego de há uns anos atrás, compreensível, mas com uma banda atrás que mostra uma segurança em escala máxima, qualquer falha na voz torna-se vulgar no meio de tanto espectáculo.

Foi um desfilar de 27 músicas que encheram bem o ouvidos aos presentes. Cantou-se muito alto, pulou-se ainda mais! Quem se deslocou neste 31 de Julho à Bela Vista, saiu de lá certamente com a sensação de dever cumprido, tanto pela parte dos executantes como dos ouvintes. Ficaram a faltar apenas algumas músicas que alguns fãs ansiavam, como por exemplo a “Bed Of Roses”, música que a banda não tocou, mas com um rol tão imenso e no meio de quase três dezenas de músicas, não a torna irrelevante, somente menos importante.

SETLIST
Raise Your Hands | You Give Love a Bad Name | Born to Be My Baby | We Weren’t Born to Follow | Lost Highway | It’s My Life | Get Ready | In These Arms | We Got It Goin’ On | Captain Crash & the Beauty Queen From Mars | Bad Medicine / Gloria / Pretty Woman / Shout | (It’s Hard) Letting You Go | When We Were Beautiful | I’ll Be There For You | Who Says You Can’t Go Home | I’ll Sleep When I’m Dead | Any Other Day | Have a Nice Day | Keep the Faith

ENCORE 1
These Days | Wanted Dead or Alive | I Believe | This Ain’t A Love Song | Livin’ on a Prayer

ENCORE 2
Always | I Love This Town | Twist and Shout (The Beatles cover)

Só a realçar alguns pormenores organizativos, a falta de instalações sanitárias em certas áreas dos recinto foi uma falha gritante. Menos notável mas não menos importante, foi a existência de poucos serviços de bar e restauração, alguns mal localizados e pouco “desenrascados”, onde pedir uma água equivalia a perder pelo menos três músicas do espectáculo. Falha que com certeza a organização não deixará de avaliar pós evento, já que o ambiente e o espaço sem a azáfama de outros eventos lá realizados, também o torna muito mais acolhedor, só à que reformular alguns serviços e melhorar para outras especificidades.

Texto: Ricardo Raimundo
Fotos: Vanessa Krithinas | Cotonete

One Response

  1. Anaas

    Faltou aqui a referência ao tema I Believe, que só se ouviu na Belavista devido aos milhares de folhas distribuidas pelo clube de fãs – I Believe (www.ibelievebonjovi.com). Um cenário unico ao qual a banda ficou rendida!

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published.