A música é uma das várias cores da paleta da Festa do Avante! e o programa para este ano, a acontecer de 3 a 5 de Setembro, vinca (ainda) mais a diversidade musical.

Do fado ao rock, da música popular portuguesa ao jazz, do hiphop à world music, da música de intervenção à pop, do afrobeat ao blues ou do R&B ao reggae, entre tantas outras distinções que possam ser feitas através de fusões, a Festa do Avante! avançou já com os nomes de duas dezenas de espectáculos, muitos deles com colaborações.

As confirmações, por ordem alfabética: A Garota NÃO com Ohmonizciente; Bateu Matou com Héber e Pité; Brigada Victor Jara com Zeca Medeiros; Budda Power Blues e Maria João; Cabrita com Stereossauro e Tó Trips; Daniel Catarino com Fast Eddie Nelson, Rapaz Improvisado e Tó Zé Bexiga; Daniel Pereira Cristo com Carla Pires e Catarina Silva; Duarte; HMB com Lena d’Água; Linda Martini (na foto); Manel Cruz com Aldina Duarte; Ndapandula – Tributo a Waldemar Bastos com Aline Frazão, Sara Tavares, Mick Trovoada, Karyna Gomes e Tota Sa’Med; Paulo de Carvalho com Mafalda Sacchetti e Marco Rodrigues; Paulo Flores com Yuri da Cunha e Prodígio; Pedro Jóia; Projecto Ciro; Prétu Xullaji com Scúru Fitchádu, Tristany e Cachupa Psicadélica; Teresinha Landeiro; Tim com Teresa Salgueiro; e Violet.

A estes nomes soma-se ainda o concerto sinfónico comemorativo dos 100 anos do PCP, intitulado “A Revolução na Arte e a Arte na Revolução”, com temas da Comuna de Paris, de Hanns Eisler e de Fernando Lopes-Graça, para além dos três primeiros andamentos de três sinfonias de Beethoven e a estreia da última versão de António Vitorino D’Almeida para a “Abertura Clássica sobre um tema popular português, Op. 87”, mais conhecida e celebrada enquanto “Carvalhesa”.

A EP – Entrada Permanente, que garante o acesso à Festa do Avante! nos dias 3, 4 e 5 de Setembro na Quinta da Atalaia, no Seixal, encontra-se à venda por 27 euros.

Leave a Reply

Your email address will not be published.