Banda: ELUVEITIE
Álbum: Helvetios
Data de Lançamento: 10 de Fevereiro
Editora: Nuclear Blast Records
Género: Folk Metal
País: Suiçã

Membros:
Chrigel Glanzmann – Voz, Mandola, Flautas, Gaita, Violão Acústico e Bodhrán
Siméon Koch – Guitarra e Voz
Päde Kistler – Gaita de foles
Merlin Sutter – Bateria
Kay Brem – Baixo
Ivo Henzi – Guitarra
Meri Tadic – Violino e Voz
Anna Murphy – Hurdy Gurdy (Viola de Roda) e Voz

Alinhamento:
1- Prologue
2- Helvetios
3- Luxtos
4- Home
5- Santonian Shores
6- Scorched Earth
7- Meet The Enemy
8- Neverland
9- A Rose For Epona
10- Havoc
11- The Uprising
12- Hope
13- The Siege
14- Alesia
15- Tullianum
16- Uxellodunon
17- Epilogue
18- A Rose For Epona (acústica) (digibonus)

A banda Suiça voltou aos álbuns neste ano de 2012, depois de ‘Everything Remains (As It Never Was)’ que foi editado em 2010, os ELUVEITIE surgem com um novo trabalho intitulado ‘Helvetios’.

São indiscutivelmente uma das bandas mais bem sucedidas e mais requisitadas no que ao Folk Metal diz respeito, nestes últimos anos. A carga que imprimiram deste ‘Slania’ (considerado o melhor álbum até então) tem-se mantido a bom nível e a banda continua a impressionar e a inovar. A mistura de guturais masculinos com vozes femininas pelo meio perdura e a cada álbum se vai apurando. Agora em ‘Helvetios’ a banda segue basicamente a mesma sonoridade dos anteriores álbuns, mas diga-se, mais inovador, mais trabalhado e mais ‘sinfónico’. A mistura de instrumentos quer-me parecer que em termos de execução, talvez seja neste campo o melhor álbum dos ELUVEITIE, tudo está mais complexo e a enorme variedade instrumental dá-nos sensação de uma sonoridade mais cheia, mais ampla.

Todos os álbuns da banda seguem uma sequência assíncrona, este mais realçado ainda. As variações rítmicas são constantes, minuto a minuto, faixa a faixa, o que torna ‘Helvetios’ um álbum muito variado ao longo de todo o alinhamento. O álbum começa bem com uma pequena intro seguida da faixa que dá nome ao álbum, faixa essa que deixa transparecer todo o seu Folk Metal e é mesmo a música onde se denota mais o ‘puro’ estilo musical da banda. Intervalado quanto baste nas faixas seguintes, destaco também ‘Rose For Epona’, onde a vocalista feminina Anna Murphy surge com vocalizações muito simples e limpas, num trilhar sonoro muito bem conseguido e agradável ao ouvido, música essa que faz parte da tal ‘variedade’ constante no álbum. Nesta caso Anna Murphy retorna a uns vocais desta feito mais poderosos e enérgicos em ‘Alesia’, faixa esta com uma composição sinfónica de excelência. Não encontro muito altos e baixos ao longo de todo o álbum, encontro sim, repito, variações rítmicas muito bem encaixadas na história lírica deste trabalho.

A diferença marca pontos em ‘Helvetios’. Não é o melhor trabalho da banda no seu todo, mas parece ser o mais completo musicalmente, isto é, em termos instrumentais nota-se uma maior perfeição na banda, fruto da experiência que mais não seja, mas não lhe encontro a carga emocional de ‘Slania’, por exemplo. Não deixa de ser, como é óbvio, um excelente álbum. É apenas um trabalho mais variado dos ELUVEITIE, neste caso concreto, bem encaixado no seu percurso como banda bem posicionada na cena Folk Metal.

Ricardo Raimundo
Apreciação Pessoal: 8.5/10
http://eluveitie.ch/

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.