Banda: Kayo Dot
Álbum: Gamma Knife
Data de Lançamento: 3 de Janeiro de 2012
Editora: Nenhuma
Género: Avant-garde/Experimental
País: E.U.A.

Site Oficial | Facebook | last.fm

Membros:

Toby Driver – Voz, Guitarra, Baixo, Clarinete
Daniel Means – Guitarra, Baixo, Teclados, Madeiras
Terran Olson – Teclados, Madeiras
Keith Abrams – Bateria, Baixo
Mia Matsumiya – Violino, Guitarra, Teclados

Membros Sessão:

David Bodie – Bateria, Percussão
Ron Varod – Guitarra, Sintetizador
Tim Byrnes – Trompete, Sintetizador, Trompa


Alinhamento:
01. Lethe
02. Rise Of Goetic Evocation
03. Mirror Water, Lightning Night
04. Ocellated God
05. Gamma Knife

Os KAYO DOT reservaram logo para o terceiro dia do ano um dos álbuns que promete figurar nas listas anuais de um número considerável de pessoas. “Gamma Knife” é um produto mais pesado e forte que o anterior “Coyote”, de 2010, e reforça a ideia de uma corrente musical experimental extrema, quase 10 anos depois da estreia “Choirs Of The Eye”.

O sentido vanguardista do conjunto de Boston é assegurado pelo caos representado pelas faixas do miolo, separando a introdução e o epílogo de momentos mais serenos e dignos de um clube de jazz. O dito material que encontramos depois de ‘Lethe’ e antes de ‘Gamma Knife’ é completamente selvagem, propagando ruído percurssivo e rasgos de guitarras acompanhadas pelos desorientados instrumentos de sopro, enquanto que a voz de Toby Driver varia entre a melancolia e esganiços de pura malvadez, como se de um álbum de black metal se tratasse.

Para quem desesperou pela liberdade total dos KAYO DOT ao fim de tantos anos, irá achar o álbum muito curto. Mas apesar de ser apenas meia-hora de “Gamma Knife”, há muitos motivos para elogiar e apreciar o seu conteúdo. É o inferno sobre o paraíso.

Deixo o resto à vossa guarda,
Nuno Bernardo

 Classificação: 78/100

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.