Estamos oficialmente em semana de NOS Alive – é já nos dias 11, 12 e 13 de Julho – e a contagem decrescente faz-se com várias visitas sobre o cartaz desta edição de 2019. No Passeio Marítimo de Algés espera-se a habitual enchente espalhada pelos seis palcos do festival ao longo de três dias de música, mas há dez nomes que queremos destacar das várias dezenas já com data e hora do NOS Alive, como sugerem os horários.

#01 Thom Yorke

A voz dos Radiohead é, ao seu terceiro álbum de originais a solo, mais do que um eco de projecto-paralelo da sua banda. ANIMA, lançado há duas semanas e composto juntamente com Nigel Godrich, é provavelmente o culminar da sua evolução enquanto artista singular. Aclamado pela crítica, é já certo ser um dos álbuns deste ano e um dos primeiros concertos de apresentação deste trabalho será mesmo em Algés.

#02 Ornatos Violeta

Volvidos sete anos desde aquela maratona de concertos que marcou o feliz regresso de Ornatos Violeta aos palcos, a banda do Porto regressa para mais três concertos para interpretar na íntegra O Monstro Precisa de Amigos, vinte anos depois do lançamento deste álbum. O concerto no NOS Alive será até o primeiro, antes que a banda permita matar saudades dos fãs em Gaia e em Faro, fazendo deste um momento obrigatório para os maiores seguidores do rock português em geral.

#03 The Chemical Brothers

Tom Rowlands e Ed Simons constituem a dupla The Chemical Brothers e servirão-se do novo álbum, No Geography, para fechar em alta o Palco NOS nesta edição do festival. Trata-se do nono álbum de uma banda de electrónica mundialmente consagrada pelos vários milhões de álbuns e singles vendidos, para além das suas actuações extasiantes.

#04 The Cure

À cabeça de todos os nomes para este NOS Alive, salta logo à vista The Cure. São já um nome bem conhecido do festival e um desejo recorrente do público nacional em geral, portanto o que acontecerá a 11 de Julho no Palco NOS será uma prova de continuidade do legado lendário da banda de Robert Smith. 40 anos de carreira para testemunhar em mais de duas horas de concerto, num alinhamento desenhado pelos seus principais êxitos e ainda com alguma ênfase no incontornável álbum Disintegration.

#05 Vampire Weekend

Com estatuto de headliners do segundo dia do festival, os Vampire Weekend regressam então a Portugal no mesmo ano em que se reconciliaram com os álbuns. Father of the Bride é o primeiro álbum de Ezra Koenig e companhia desde o aclamado Modern Vampires of the City, de 2013, e unem essas novas músicas aos singles que fizeram desta banda um dos maiores fenómenos do indie rock do virar da década que agora termina.

#06 The Smashing Pumpkins

Billy Corgan, James Iha, Jimmy Chamberlin e Jeff Schroeder afirmam, no lançamento do mais recente álbum, «No Past. No Future», algo que diz bastante sobre a forma actual da banda. Os The Smashing Pumpkins estão determinados a viver o agora, numa nova vida da banda, quando já celebraram os seus 30 anos de existência. A banda lendária do rock alternativo dos anos 90, vai unir os novos temas aos icónicos temas de Siamese Dream e Mellon Collie and the Infinite Sadness no derradeiro dia do NOS Alive.

#07 Greta Van Fleet

Também entre o passado e o futuro, Greta Van Fleet é uma jovem banda de hard rock que tem gerado controvérsia um pouco por todo o mundo devido às comparações com o som característico dos Led Zeppelin. A banda do Michigan apresentará em Algés o álbum de estreia, Anthem of the Peaceful Army, e promete no seu primeiro concerto em Portugal continuar a agradar a uns e a torcer o nariz a outros. É esperar para ver.

#08 Grace Jones

É complicado passar pela história da música dos anos 70 ou da música no feminino e evitar referir o nome de Grace Jones. Artista e modelo inconfundível, Grace foi um dos primeiros símbolos do visual andrógino e exótico na música de clubes, estendo a sua marca de discos aclamados como Warm Leatherette (1980) e Nightclubbing (1981) ao cinema. A passagem por Algés será de facto um momento impactante e a assinalar.

#09 Sharon Van Etten

A norte-americana Sharon Van Etten vai apresentar no Palco Sagres o seu mais recente álbum, Remind Me Tomorrow, que chega quatro anos depois do muito elogiado e apreciado Are We There. E à semelhança do seu antecessor, este novo disco é também já alvo de apreciação do público e da crítica, atingido um maior espectro sonoro no momento em que escreve um álbum mais pessoal. “Seventeen”, em baixo, é apenas uma das várias grandes canções de Sharon.

#10 IDLES

Pouca surpresa havia para quem reconheceu estes tipos de Bristol na foto de capa do artigo. Os IDLES são uma das bandas de rock do momento e de forma quase silenciosa estão a marcar uma geração que procura superar-se quando exposta à vulnerabilidade, algo que o álbum Joy As An Act Of Resistance. retrata muito bem através de onze faixas raivosas e de uma libertação pessoal catártica. Isto aliado às suas actuações marcantes tem tudo para resultar em mais um grande momento dos IDLES em Portugal depois dos três estrondosos concertos do ano passado.

Para além destes dez nomes, no NOS Alive vão ainda actuar outros destaques como Bon Iver, Johnny Marr, Gossip, Mogwai, Weezer, Primal Scream, Robyn, Hot Chip, Jorja Smith, Marina, Loyle Carner, Cut Copy, entre muitos outros.

Autor: Nuno Bernardo

Leave a Reply

Your email address will not be published.