AtomosNuno Bernardo • Atomos – A Winged Victory For The Sullen [2014]

Gosto sempre de descobrir coisas novas. Na verdade, sou um verdadeiro entusiasta da descoberta e isso traz-me tanto boas como más surpresas. Assim que terminado de ouvir o novo álbum de At The Gates, o primeiro deles em 19 anos, arrumei-o para canto e meti a tocar o novo de A Winged Victory For The Sullen. Um discaço de música clássica e ambiental, um pouco entre Valtari de Sigur Rós e Palmless Prayer / Mass Murder Refrain de Mono & World’s End Girlfriend. Isto sim, é um tipo de violência arrebatadora que dispensa aquela massa pesada que o metal celebra. Uma audição bastou para a certeza de que este Atomos é um dos discos do ano por aqui.

Para ouvir: “Atomos VII” – A Winged Victory For The Sullen

The Gray ChapterRute Pascoal • .5: The Gray Chapter – Slipknot [2014]

Seis anos depois de All Hope Is Gone, os Slipknot voltaram com mais um capítulo, desta vez em memória ao baixista Paul Gray. Ainda com a recente saída do baterista Joey Jordison, a banda não se deixou ir abaixo, muito pelo contrário. Trazem-nos um álbum muito mais pesado do que o anterior, com faixas que nos levam às suas raízes. “Custer” é para mim um desses temas, com riffs sujos, cheios de pujança, e a agressividade e raiva a que fomos habituados desde o início. Sem dúvida um bom retorno.

Para ouvir: “Custer” – Slipknot

NecroticismJoão “Trash Can Spinner” Vinagre • Necroticism – Descating The Insalubrious – Carcass [1991]

«Progressivo» e «simples» são muitas das vezes palavras que não parecem combinar dentro da mesma frase. Se calhar é por isso que este Necroticism – Descanting the Insalubrious se torna tão especial, ao combinar as estruturas complexas e dinâmicas do progressivo com riffs simples e imediatos, que não custam a entrar e que teimam em ficar na cabeça dos seus ouvintes. O álbum definitivo de Carcass.

Para ouvir: “Incarnated Solvent Abuse” – Carcass 

Leave a Reply

Your email address will not be published.