“Mechanorganism” é o primeiro álbum dos açorianos e a sua capa foi concebida pelo célebre Colin Marks.

Colin Marks é um nome ligado ao estúdio londrino Rain Song Design, o qual está maioritariamente inclinado para a indústria da música e cinema. Entre as muitas bandas ligadas à criatividade desenvolvida pelo estúdio estão EXODUS, KATAKLYSM, STRAPPING YOUNG LAD, NEVERMORE, SCAR SYMMETRY, SUICIDE SILENCE, entre outros.

O próprio Colin Marks deixou um depoimento sobre o seu trabalho com os STAMPKASE:

O melhor aspecto sobre o álbum é que cada faixa tem o seu próprio tema, e, portanto, precisou de um visual independente para o acompanhar. Por isso, há nele uma vasta gama de artes. Cada página tem o seu conceito. É refrescante alternar a imagética para encaixar com cada música e letra, em vez de manter sempre o mesmo tema, como acontece na generalidade.

Tem sido um prazer colaborar com a banda, e, sobretudo, o álbum soa fantástico pelo que ouvi até agora.”

Os próprios STAMPKASE revelaram que acabaram impressionados com o trabalho final do artista na capa de “Mechanorganism”, que foi gravado separadamente nos Açores e em Portugal continental durante dois anos. A bateria foi captada no UltraSound Studios, em Braga, com o engenheiro de som Pedro Mendes. O restante foi gravado em Ponta Delgada com José Miranda e Carlos Rijo. A mistura e masterização foi assegurada por Daniel Cardoso, músico português que ultimamente tem acompanhado os britânicos ANATHEMA em digressão pelo mundo como teclista.

Um teaser conceptual do álbum e a capa podem ser consultados em baixo:

Leave a Reply

Your email address will not be published.