O inevitável aconteceu. Devido ao surto da pandemia da doença COVID-19, o governo português teve a tarefa difícil de implementar medidas de segurança por todo o país e uma das áreas mais afectadas fora a da cultura. Entre concertos cancelados e festivais adiados, as promotoras nacionais tentaram procurar a melhor solução para a resolução de cada evento afectado pela situação mundial actual. Mas ficava a pergunta: então e os festivais de Verão?

Na reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira essa questão ficou, por fim, respondida – não haverá qualquer festival de música em Portugal até ao final do mês de Setembro. A decisão vem de encontro com o que já era previsto tanto pelo Primeiro Ministro como por alguns promotores de festivais como o NOS Alive e Vodafone Paredes de Coura, que não se mostraram surpreendidos pela inevitabilidade da decisão. Durante os próximos dias serão anunciados e disponibilizados por cada festival e promotor as informações relativas a reembolso e respectivas novas datas de cada evento. Aguardamos as mesmas, pelo qual iremos actualizar a situação sempre que possível.

NOS Alive, Super Bock Super Rock, NOS Primavera Sound, EDP Vilar de Mouros, Vodafone Paredes de Coura, VOA Heavy Rock Festival, SonicBlast Moledo, Vagos Metal Fest, Bons Sons, MEO Sudoeste, entre outros, são apenas alguns dos vários festivais afectados por esta medida.

Leave a Reply

Your email address will not be published.