Está quase aí o Vagos Metal Fest 2019 e o cartaz está repleto de nomes imperdíveis. Cabeças de cartaz como Candlemass, Six Feet Under, Satyricon e Stratovarius darão certamente grandes espectáculos para agradar aos fãs de Doom, Death, Black e Power respectivamente. No nosso passatempo, nomes como Jinjer, Watain e Dagoba também se destacaram e terão certamente uma plateia bem preenchida.

Mas e aqueles concertos que passam debaixo do radar? Aquelas bandas que pouca gente ainda conhece mas têm uma qualidade inegável, aquele concerto que fica “fora de horas” mas é um crime perdê-lo? Abaixo ficam 5 desses concertos, que prometem ser surpreendentes e conquistar novos fãs para quem não resumir a sua experiência no festival ao óbvio.

Wormwood

Com Ghostlands, aquele que foi o melhor álbum de estreia de 2017 e um dos melhores desse ano no geral, os Wormwood conquistaram os fãs de Black Metal melódico e atmosférico com riffs cativantes e um bom contraste de peso e melodia. Há poucos dias saiu o seu segundo álbum, Nattarvet, que embora tenha perdido o elemento surpresa do primeiro, mostra uma banda mais coesa de ideias. Preparam-se para serem surpreendidos por esta pequena maravilha em ascensão no sábado, dia 10 de Agosto às 00h45 no Palco Amazing.


Necrophobic

Os suecos Necrophobic são já veteranos do Blackened Death Metal, festejando este ano 3 décadas de carreira. No entanto, nunca tiveram a projecção merecida, até porque têm um ciclo de lançamento de álbuns mais longo que o normal. O ano passado, o seu oitavo registo de originais, Mark Of The Necrogram, viu a luz do dia, e é uma pequena obra-prima. Sexta-feira, dia 9, não se atrasem e assistam a este concerto explosivo às 18h20 no Palco Vagos.


Vltimas

Se o nome da banda não vos diz nada, David Vincent (Morbid Angel), Flo Mounier (Cryptopsy) e Rune Eriksen (Mayhem) certamente já vos lembra alguma coisa. Esta superbanda surgiu em Portugal, onde reside o Rune Eriksen, tendo lançado no final de Março o álbum de estreia Something Wicked Marches In, que é tudo aquilo que se pede ao Death Metal: impiedoso, brutal e com riffs contagiantes. Domingo, dia 11, às 20h30 no Palco Vagos, anotem na agenda.


The Godiva

20 anos de uma carreira turbulenta prometem renascer em Vagos. Apesar de uma discografia curta, o pouco que fizeram foi louvado pelas hostes metaleiras nacionais, com o seu Melodic Death Metal de traços góticos. Os The Godiva são dos tesouros mais bem guardados do metal nacional e têm material novo planeado, mas isto não é tudo: no dia 9 às 00h45, no Palco Amazing, a banda irá actuar nada mais nada menos do que com orquestra completa. Curiosos? Também nós!


Dallian

Nem só de velhas glórias vive o metal nacional. Prova disso são os emergentes leirienses Dallian, que com o álbum de estreia Automata em 2018 mostraram um potencial tremendo e têm tido um reconhecimento em crescendo, que culmina com esta oportunidade de mostrarem o que valem no maior festival de música pesada do país. Fãs de Death Metal sinfónico, na onda de Septicflesh e Fleshgod Apocalypse, mas com toques de originalidade que incluem fado e flamenco? Não percam, na quinta-feira dia 8, às 2h da manhã. Vai valer a pena ficarem até à última!

Leave a Reply

Your email address will not be published.