O festival Barreiro Rocks anunciou, esta terça-feira, que não irá realizar mais nenhuma edição.

Termina assim um dos mais singulares percursos dos festivais de rock em Portugal, ao fim de dezanove anos, e que permitiu implementar uma cultura única na cidade da Margem Sul. Foi neste Barreiro Rocks que o Ty Segall se estreou na Europa, que os Black Lips se mostraram ao país,  que o King Khan encontrou uma “casa”, que os Los Chicos acreditaram num eixo Ibérico, que o já falecido Andre Williams supreendeu e emocionou com a sua presença, que os The Parkinsons voaram alto e, claro, o melhor palco para as histórias e as cantigas do eterno Crooner Vieira.

A história não se fez apenas em palco, mas também no público. Centenas (ou mesmo milhares?) de amizades foram feitas ao longo destes anos e o Barreiro cresceu, embora num nicho, como uma espécie de capital nacional do Rock. O Barreiro Rocks surgiu de forma amadora e atingiu patamares de referência internacional, devido aos esforços monumentais da promotora Hey, Pachuco!.

O anúncio oficial, feito através do Facebook, pode ser consultado em baixo.

Amigos, depois de muito pensarmos chegámos à conclusão que não iremos realizar mais o Barreiro Rocks. Pronto, está…

Publicado por Barreiro Rocks em Terça-feira, 4 de junho de 2019

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.