A Galeria Zé dos Bois continua em celebrações dos seus 25 anos. As novidades na agenda são algumas e entre elas destacam-se Weyes Blood (na foto), Thurston Moore ou Nivhek.

Weyes Blood, a assinatura de Natalie Mering no mais recente Titanic Rising, continua em evolução nos seus arranjos, tal é o salto desde o terceiro álbum, de 2016, intitulado Front Row Seat To Earth. Haverá então concerto no B.Leza a 6 de Novembro, um dia depois de actuar no gnration em Braga.

Nivhek é um novo pseudónimo de Liz Harris, que conhecemos como Grouper, utilizado para assinar o trabalho After Its Own Death / Walking In A Spiral Towards The House, álbum resultante de residências nos Açores, durante o festival Tremor, e também em Murmansk, na Rússia, tendo sido finalizado em casa no estado de Oregon, em Astoria. Esse trabalho será apresentado na Igreja de St. George a 5 de Novembro.

Essa mesma igreja será cenário para concerto em acústico de Thurston Moore, nome incontornável dos Sonic Youth e uma das presenças mais queridas das agendas da ZDB. Será a 13 de Julho.

O hiphop caótico de Prison Religion tomará o aquário da ZDB a 4 de Julho e a 15 será a vez da estreia de Peter Evans’ Som Crescendo. O trompetista e recém-habitante da cidade de Lisboa propõe reunir durante dois dias um conjunto de músicos que apresentará depois ao vivo o resultado desse laboratório. Para já sabe-se que um dos convidados será o baterista Gabriel Ferrandini.

Também na óptica do jazz e a 19 de Julho, o contrabaixista veterano William Parker actuará em conjunto com o baterista Hamid Drake, o trompetista Luís Vicente e o saxofonista John Dikeman. No dia anterior haverá ainda um workshop aberto da sua autoria.

Na agenda já constavam os nomes de Julia Holter a 29 de Maio, no Capitólio (actua ainda no Centro Cultural Vila Flor em Guimarães a 27 e no Teatro Municipal da Guarda a 28) e de Kevin Morby, a 7 de Julho, no Teatro São Luiz (e também dia 8 no gnration, em Braga). A assinalar está também a matiné de MC Carol (a 2 de Junho), Cüneyt Sepetçi (3 de Junho), Built To Spill (5 de Junho), Steve Gunn (4 de Setembro) e Black Midi (25 de Setembro). A agenda de luxo é para continuar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.