Ao já extenso cartaz da 20ª edição do FMM Sines – Festival Músicas do Mundo, a decorrer de 19 a 28 de Julho em Sines e Porto Covo, juntam-se agora oito nomes de uma Europa tradicional e experimental.

Tomemos o exemplo de Širom (na foto), a primeira banda eslovena no FMM Sines, que parte das origens do punk e do pós-rock para se transformar num trio acústico e quase instrumental com uma parafernália de instrumentos (do banjo ao ribab e do brač ao balafon) para perfeitas paisagens sonoras. Por outro lado, os londrinos The Correspondents são há pouco mais de uma década os “reis do hiphop swing”, confluindo a pop, o drum’n’bass, a soul e o jazz mais clássico como no mais recente disco, Foolishman.

Já o húngaro Lajkó Félix, embora nascido no norte da Sérvia, surge no cartaz como um dos grandes violinistas europeus. Começou na cítara (que ainda o acompanha nos espectáculos) e improvisa a folk e a veia clássica com passagens pelo blues ou jazz. De Tampere, da Finlândia, Pekko Käppi & K:H:H:L centram-se no jouhikko, um dos instrumentos de arco mais antigos do velho continente, numa proposta entre a folk e o rock psicadélico.

Ethno-Trio Troitsa é um dos raros grupos a carregar fora de fronteiras a folk da Bielorrússia e, liderados por Ivan Kirchuk, fazem uma missão de salvamento pelo repertório tradicional através de mais de 30 instrumentos. Também em formato trio, Monsieur Doumani juntaram-se em 2011 em Nicósia para fazer a festa com um tzouras, uma guitarra e um trombone num acompanhamento minimal para o canto no dialeto cipriota do grego.

Também o trio polaco Sutari está confirmado para um balanço entre o clássico e o arrojado, cantando em harmonia canções polacas e lituanas ao som de instrumentos tão variados como violino, cordofone lituano kanklès ou utensílios de cozinha.  A fechar, o quarteto Seward traz a canção livre da Catalunha com guitarras de rock alternativo e uma multi-disciplina de electrónica e samples.

Da Europa já se encontravam outros nomes confirmados para esta edição do FMM Sines, como Chassol (França), Kimmo Pohjonen (Finlândia), Kroke (Polónia) e La Tène (França).

Leave a Reply

Your email address will not be published.