Estalou o verniz. Aliás, pelas Pussy Riot tudo é para estalar. O rupo feminista e expressivo do movimento punk riot girl da Rússia é a mais recente confirmação para a 26ª edição do Vodafone Paredes de Coura, que acontece de 15 a 18 de Agosto.

Às Pussy Riot cabe o activismo político, actuações provocadoras e uma forte oposição ao regime de Putin, ao mesmo tempo que são uma voz do movimento LGBT da Rússia.

Nadya Tolokonnikova, fundadora do grupo em 2011, admite no comunicado pela promotora Ritmos que no festival o concerto não se limitará ao puro entretenimento, prometendo “consequências mais profundas”. As russas juntam-se a Arcade Fire, Slowdive, King Gizzard & The Lizard Wizard e Fleet Foxes, entre muitos outros já confirmados para o festival minhoto.

Leave a Reply

Your email address will not be published.