O programa do 20º FMM Sines, que se realiza de 19 a 28 de Julho em Sines e Porto Covo, continua a crescer. Desta vez são seis as novidades que vão do jazz ao gospel.

De Nova Iorque chega o trio Barbez, liderado pelo guitarrista Dan Kaufman, que surge pela terceira vez no FMM Sines com um disco dedicado às canções de resistência da Guerra Civil espanhola. Já de Paris o pianista, compositor, arranjador e realizador de cinema Chassol estreia-se no festival com um cine-concerto, ou “ultrascore”, com uma incursão mais recente com destino às Índias Ocidentais.

Também confirmadas estão as The Coco Mamas, das irmãs Angela Taylor e Della Daniels e da amiga Ester Mae Smith, que trazem de uma igreja baptista do Mississipi um misto de gospel a capella e soul, como prova o recente Move Upstairs. Também em destaque tem de estar Daymé Arocena, uma das vozes mais importantes da nova música de Cuba, que se situa entre o jazz, a soul e a riqueza de influências que se estende à rumba, ao changüí de Guantánamo e ao guaguancó de Havana e Matanzas.

A partir dos túneis do metro nova-iorquino, os “buskers” Moon Hooch constituem um trio de jazz, funk e música de dança a partir de saxofones, bateria e alguma electrónica. A missão é fazer dançar, como se faz em Red Sky. Por fim, os britânicos Sons Of Kemet (na foto) de Shabaka Hutchings misturam jazz, rap, funk, dub e spoken word cozinhados sobre um instrumental de saxofone, clarinete, bateria e tuba. Em Your Queen Is A Reptile toma-se a monarquia britânica como alvo e o sistema opressor que a simboliza em contraste com a habitual diáspora caribenha que os rodeia.

Leave a Reply

Your email address will not be published.