O FMM Sines – Festival Músicas do Mundo comemora a sua 20ª edição de 19 a 28 de Julho em Sines e Porto Covo e garante mais dez novos nomes para a celebração, vindos dos cinco continentes.

Do Brasil chega a revelação Baiana System, samba-reggae inspirado nos soundsystems jamaicanos, e da Venezula o C4 Trío e o seu repertório de raíz tradicional que promete compensar o cancelamento da edição do ano passado. Já Gili Yalo, cantor e compositor situado entre a Etiópia e Israel, faz música nas fronteiras do ethio-jazz e o funk, enquanto o ganês Guy One surge no cartaz como um dos embaixadores do estilo frafra e do domínio do kologo, uma espécie de banjo de duas cordas.

Huun-Huur-Tu (na foto) são um dos mais reconhecidos grupos de músicas do mundo, sendo pioneiros na divulgação do canto diafónico khöömei das montanhas Altai do centro-sul da Sibéria, enquanto Kroke são há mais de 25 anos um dos nomes sonantes da música europeia tradicional, tendo começado nas ruas e clubes da velha zona judaica de Cracóvia.

O trio franco-suíço La Tène funde a tradição, a electrónica e a clássica contemporânea; da Austrália o duo Opal Ocean dominam a guitarra acústica percussiva que os aproxima do flamenco e do rock; Markus & Shahzad Santoo Khan junta um alaudista francês e um cantor qawwali paquistanês; e Sofiane Saidi & Mazalda dá a conhecer a Sines um cantor que foi apelidado de “Príncipe do Raï 2.0”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.