Aproxima-se a 41ª Festa do Avante! e o seu programa integral, horários inclusive, já foi revelado.

Há um ano, no início da reportagem Ruído Sonoro sobre o evento, escrevíamos:

Já há largos anos que a chegada de Setembro significa a chegada da Festa do Avante. E, perante um marco tão importante quanto as quatro décadas de uma bonita festa, construída pelos militantes do Partido Comunista Português – mas de braços abertos a receber tantas mais pessoas, independentemente da sua cor política – o certame do Seixal trouxe algumas novidades. Desde o espaço, que foi ampliado com a integração dos terrenos da vizinha Quinta do Cabo, à roda gigante que encabeçava o recinto.

É daqui que se faz o ponto de partida para a edição de 2017, a primeira após a entrada nos “entas”. O programa para os dias 1, 2 e 3 de Setembro na Quinta da Atalaia, no Seixal, inclui velhos e novos valores da música portuguesa, do rock ao fado, e ainda uma habitual mão-cheia de nomes vindos de fora.

No primeiro dia o palco maior da Festa, o Palco 25 de Abril, dedica-se aos cem anos da revolução russa de Outubro de 1917 para interpretar temas clássicos de Igor Stravinsky, Dmitri Shostakovich e Modest Mussorgsky e ainda parte do cancioneiro popular e tradicional russo, como “Kalinka”, “Partizans”, “Katiushka”, “Puts” ou “Os Barqueiros do Volga”. O 1º de Setembro recebe ainda uma noite sobre Vozes Femininas Afro-Lusas no Auditório 1º de Maio e concertos de El Sur, Alcoolémia, Valu e Irmãos Makossa espalhados por outros espaços da Festa.

A 2 de Setembro, sábado, o destaque maior da Festa vai para os cabeças-de-cartaz Rui Veloso e António Zambujo, intercalados pelo fusão de reggae e rock de Amparanoia da vizinha Espanha. Mais cedo o Palco 25 de Abril recebe ainda João Gil, a música tradicional irlandesa de Dervish e o hiphop de Regula. No Auditório 1º de Maio o destaque vai para o virtuosismo indie/jazz de Bruno Pernadas e para os contos ritmados de Mão Verde, projecto de Capicua com Pedro Geraldes que contará ainda com os convidados Francisca Cortesão e António Serginho. A dividirem-se por outros palcos estarão nomes como Anarchicks, Urso Bardo, O Gajo e Fast Eddie Nelson.

O derradeiro dia da Festa começa em grande nos dois principais palcos. No 25 de Abril o stoner de The Black Wizards promete torrar ainda mais o sol alto das horas, pouco antes de no Auditório 1º de Maio os Clã se permitirem a um registo mais íntimo e próximo com o público. O Auditório terminará a sua programação com uma maratona de fado de talentos confirmados e emergentes, com Hélder Moutinho, Tânia Oleiro e Gisela João. Já no Palco 25 de Abril o grande final cabe a um ainda raro concerto de Língua Franca, projecto de Capicua, Valete, Emicida e Rael – o eixo do hiphop luso-brasileiro apresenta o seu álbum de estreia numa comunhão da língua portuguesa. Antes da rima vem a palavra de Adolfo Luxúria Canibal e os seus Mão Morta, a celebrar os 25 anos do icónico Mutantes S.21 mas prontos a debitar os temas mais intervencionistas da sua histórica carreira.

A entrada para os três dias da Festa do Avante! custa 23 euros e pode ser adquirida na rede Ticketline ou nos Centros de Trabalho do Partido Comunista Português. O programa musical da Festa e os seus horários podem ser consultados, aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.