Facebook

Twitter

Subscreve

Subscreve o nosso RSS Feed

As músicas do mundo vão tomar o coração da cidade de Lisboa ainda esta semana

De 20 a 22 de Julho, a Ribeira das Naus irá receber a edição de 2017 do festival Lisboa Mistura, centrado na multiculturalidade e na multiplicidade de melodias, sons e instrumentos.

A festa nas ruas da cidade começa já na quinta-feira com os La Chiva Gantiva, que, vindos da Bélgica, afirmam musicalmente a sua herança colombiana, havendo também espaço para os ritmos afro, funk, rap, com influências da soul, do rock e também da música latina. Um frenesim para dançar de corpo e alma. Mas antes disso, sobe ao palco a OPA-Oficina Portátil das Artes, um projecto pedagógico, dirigido por Francisco Rebelo (Orelha Negra), que, ao longo de onze anos, tem vindo a integrar vários jovens dos bairros de Lisboa em residências artísticas.

Já na sexta-feira, Soweto Kinch, um premiado saxofonista, MC e compositor levar-nos-á numa viagem pelos meandros do jazz e do rap e do spoken word, numa combinação além barreiras e com muito groove e energia. Oum (na foto), cara e imagem do cartaz do festival deste ano, apresentará Zarabi (que significa tapete na linguagem corrente de Marrocos – Darija) e explorará a singularidade das suas origens marroquinas e saharianas num concerto certamente especial.

De Istambul chega Gaye Su Akyol, que, com uma voz doce, mas sombria, nos hipnotizará e traçará, no sábado, a ponte da Turquia até Portugal, espelhando a magnífica cidade e também o seu difícil contexto político e severo em alguns dos temas de Hologram Imparatorlugu, o seu mais recente registo lançado em Novembro de 2016. O Projecto AAMA, da cantora e compositora Mili Vizcaino, transita do jazz para a música carnática, um estilo musical cujas origens remontam a uma tradição milenar de Tamil Nadu, no Sul da Índia. Sexta e sábado haverá ainda uma arruada no eixo Cais do Sodré – Ribeira das Naus, com uma batucada de ritmos lusófonos.

De Marrocos à Índia, passando pela Turquia e pela Colômbia, Lisboa dá a volta ao globo já este fim-de-semana. Os concertos, com o Tejo em pano de fundo, são de entrada gratuita.

Etiquetas:

Artigos Relacionados