Sismógrafos prontos? Está completa a programação para o próximo Tremor na Ilha de São Miguel, nos Açores, a acontecer de 4 a 8 de Abril.

Esta quarta edição do festival vê-lhe então acrescentada as actuações de Gala Drop (na foto) e da nova-iorquina Eartheater, para além das apostas em Mr. Gallini, Fred Cabral, Swift Triigga e Valério a surgirem entre o jazz de Volúpia das Cinzas (Gabriel Ferrandini + Pedro Sousa + Hernâni Faustino) e o duelo de bateria entre Krake, Gabriel Ferrandini e Ricardo Reis.

Haverá também, como tem sido hábito, um Mini-Tremor (powered by Yoçor), programação de animação, concertos, DJ sets e sessão de curtas propostas pela Shortcutz-Lisboa. Aqui haverá espaço para a companhia circense Fungis Maxis Truxis. Mas para os maiores, as noites prometem ser mais longas com as contribuições nos pratos de DJ de Favela Riscos, Black, DJ Milhafre e Varela.

Atenção ainda à projecção de fitas como “Natália – A Diva Trágico-Cómica” e “Discos Na Tela”, este último documentário dedicado à colecção de telediscos açorianos. Na ordem de trabalhos está ainda uma exposição de Pauliana Valente Pimentel e de Chili Com Carne.

O Tremor é também local de discussão e debate e dificilmente se arranjava melhor para moderar do que a The Creative Independent – à conversa vão estar as vozes do feminino no festival (Circuit des Yeux, Eartheater, Sara Cruz, Vera Marmelo, Violet + Photonz). Em residência artística vão estar Gala Drop, Gabriel Ferrandini, Liz Harris (com quem diz Grouper) e os artistas plásticos Fernando Almeida e João Paulo Lima.

Na sessão de abertura do Tremor será exibido em estreia mundial o documentário “AZ-RAP – Filhos do Vento”, retrato da cena hiphop dos Açores pela Red Bull Media House.

Consulta todo o cartaz para este Tremor #4 a decorrer na Ilha de São Miguel já no próximo mês de Abril, aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.