Em flagrante reentrée pós-Verão, o Musicbox já dá a entender que a sua agenda para os próximos meses são a valer. Ainda há dias passaram os canarinhos Boogarins pelo clube de Lisboa e já se tem em perspectiva o incontornável Jameson Urban Routes, em Outubro, e outros concertos até meados de Novembro. A celebração dos dez anos de Musicbox é mesmo o ano todo.

A próxima data em destaque é já no próximo dia 8. As Feels (na foto) de Laena Geronimo, Shannon Lay, Amy Allen e ainda Michael Rudes estream-se em Lisboa com o incendiário novo álbum produzido por Ty Segall. O punk e o garage aliados à pop de Feels teve ainda o condão de John Dwyer, de Thee Oh Sees, ao incluir a banda no catálogo da Castle Face. Um concerto de guitarras na próxima quinta-feira com a primeira parte de Vaiapraia.

Já no dia 16 de Setembro há Dillon. A brasileira radicada na Europa tem gerado desde 2011 com The Silence Kills o maior interesse de fãs da pop mais etérea e solitária e surge na programação para uma noite de festa do 10º aniversário do Musicbox. A primeira parte é do cabo-verdiano Cachupa Psicadélica.

Também as Musicbox Heineken Series já têm check duplo para os próximos tempos. O footwork original do norte-americano RP Boo e a cosmografia indígena do produtor equatoriano Nicola Cruz tomam a pista nos dias 24 de Setembro e 6 de Outubro, respectivamente.

Por aí adiante destacam-se os concertos de Nothing a 7 de Outubro e de King Khan and the Shrines a 13, as presenças de Wild Beasts, Gold Panda, 65daysofstatic, Mykki Blanco, Teebs, Nightmares On Wax e Liima no Jameson Urban Routes e outros dois concertos em Novembro já conhecidos. Falamos da explosiva Girl Band (12 Nov) com o seu Holding Hands With Jamie e a violinista Sarah Neufeld (14 Nov), dos Arcade Fire, a apresentar o seu álbum a solo The Ridge. Já é muito e temos a certeza que mais estará para vir.

Leave a Reply

Your email address will not be published.