Ontem foi o último dia da primeira edição do Vagos Metal Fest, o festival que manteve viva a tradição do metal em Vagos e reafirmou a vila como a capital portuguesa das sonoridades pesadas. Entre os concertos de Finntroll e Helloween, o Presidente da Câmara de Vagos, Silvério Regalado, juntou-se a Ivo Salgado, que representou a organização do festival, para fazer uma balanço da primeira edição e revelar que haverá festival em 2017.

O autarca mostrou orgulho na aposta que foi feita e no que se conseguiu fazer em tão pouco tempo, frisando o quão bem a comunidade metaleira se encontra integrada na comunidade de Vagos, que promete receber de braços abertos em 2017.

DSC_5822

Já a organização frisou a importância de ter ouvido os fãs e admitiu que todo o processo foi uma aprendizagem, a partir da qual irão trazer melhorias já na próxima edição. A presença de público esteve até acima das expectativas, a rondar as 10 mil pessoas, tendo em conta que o evento foi organizado em tempo recorde.

A aposta na música portuguesa é para manter; recorde-se que este ano ambos os dias abriram e fecharam com bandas nacionais. Também para manter será o segundo fim de semana de Agosto como datas do festival, que ainda não se sabe se terá 2 ou 3 dias.

Já a nível de bandas, Ivo Salgado admitiu já ter nomes em mente, mas não irá revelar nada até chegar a altura certa. Certo é que a próxima edição promete ser ainda melhor que a estreia, com mais tempo para ser preparada e com base no feedback dado por quem faz da Quinta do Ega a sua segunda casa uma vez por ano. Portanto, até Vagos!

Leave a Reply

Your email address will not be published.