Apesar de já ir para a oitava edição, este é um novo começo para o VOA Fest, ainda mais radical do que a mudança da Lagoa do Calvão para a Quinta do Ega em 2013. Novo nome, nova localização, mas a velha fórmula vencedora; é esta a aposta de 2016 de um dos festivais de música pesada mais conceituados em Portugal.

Com 12 bandas distribuídas pelos dias 5 e 6 de Agosto, a promotora procura atrair novos públicos ao fixar-se na zona de Corroios, na Quinta da Marialva, onde traz seis nomes sonantes do Metal internacional, acompanhados de outros tantos menos conhecidos, dois deles nacionais.

O primeiro dia irá contar com os Opeth a cabeças de cartaz, pela terceira vez no festival e a pouco mais de um mês de lançarem o seu 12º álbum, Sorceress. A acompanhá-los estarão os Anathema, que voltam a partilhar o palco com os suecos depois de o terem feito em 2011, e os Katatonia, que regressam ao festival cujo nascimento ajudaram a celebrar, apresentando desta feita o seu novo álbum, The Fall Of Hearts.

A abrir teremos os portugueses Dark Oath, trazendo na bagagem o seu álbum de estreia When Fire Engulfs The Earth, os italianos de death metal progressivo Adimiron e os sludgers germânicos Mantar, com o seu segundo álbum Ode To The Flame acabado de sair.

O segundo e último dia é pautado por sonoridades mais pesadas. Os lendários thrashers Kreator são os cabeças de cartaz, na altura em que compõe o seu 14º albúm, ainda sem título e esperado para o início de 2017. Substituindo os Anthrax, que cancelaram a presença no festival, estarão os Paradise Lost, peso pesado do metal gótico que se encontra numa das melhores fases da sua carreira. Ambas as bandas tocaram na edição de 2014 do, então, Vagos Open Air. O toque de black do festival será dado pelo mítico Abbath, conhecido pelo seu trabalho nos Immortal, promovendo agora o seu primeiro álbum homónimo a solo.

Os thrashers espanhóis Soldier terão a honra de abrir o dia, aos quais se seguirão os nossos Equaleft. O cartaz completa-se com os suíços Schammasch, que lançaram este ano um épico álbum triplo de Black/Death Metal, Triangle, sendo provavelmente o nome mais promissor entre as bandas underground do VOA.

O bilhete diário para o festival custa 35€, estando o passe geral à venda por 50€ (sensivelmente 4€ por banda); os locais de venda são os CTT, o site Ticketline e várias lojas espalhadas pelo país, como a Fnac e a Worten. Todas as informações sobre o festival encontram-se na página oficial do mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.