Foi na passada sexta-feira, 29 de Abril, que o Lux esgotou pelo segundo dia consecutivo para escutar os êxitos de Capitão Fausto em noite de apresentação do novo Capitão Fausto Têm os Dias Contados. Perante um público visivelmente mais novo e com um sentido de moda partilhado pela maioria, ornavam adereços e penteados arrojados. As músicas, essas, vinham trazidas na ponta da língua para cantar com os seus heróis-da-juventude.
Na extensão da sala era possível observar pessoas a baterem o pé, ao ritmo da música que soava das cordas e pratos. O calor era demasiado e houve quem não tivesse resistido a tirar a camisola – este é um concerto que, provavelmente, resultará melhor ao ar livre, quiçá num festival de verão. Uma plateia menor, de mais idade, prestava igualmente atenção aos acordes e vozes afinadas, tal e qual como no seu álbum e uns toques a fazer lembrar os nossos portugueses anos 80, numa versão mais indie rock. Pais, tios e amigos deslocaram-se naquela noite para, também eles, assistirem à actuação dos seus relativos. E já quase a chegar ao fim, houve ainda tempo para dedicar uma faixa aos pais do Manel, pelo empréstimo da casa para os ensaios.
Os moshes e o crowdsurfing nas primeiras filas faziam o público mover-se em bloco, demonstrando a energia transmitida pelos cinco rapazes em palco. A mocidade ali presente demonstrava o seu agrado e empatia através da entoação daquelas letras, cujas vidas se encaixam. “Amanhã Tou Melhor”, o single de estreia do último álbum, proporcionou a despedida de palco e o encore teve direito a 3 músicas – “Alvalade Chama Por Mim”, “Maneiras Más” que pôs a sala a saltar e ainda “Verdade” – e a Manel a tocar guitarra literalmente em cima do público, num crowdsurfing arriscado.
Finado o concerto, enquanto o público abandonava a sala, as colunas continuavam ligadas, o que possibilitou um coro de “Pretty Pimpin” de Kurt Ville, dando-se continuidade ao entusiasmo alcançado com o concerto. Saldo positivo para os “putos” da cidade, que continuam agora pela estrada no resto do país.
Texto: Ana Margarida Dâmaso
Fotografia: Vera Marmelo

Leave a Reply

Your email address will not be published.