Batiam já as 23 horas de 5 de Fevereiro quando se notaram os primeiros movimentos no palco do esgotadíssimo Musicbox, em Lisboa. Alek Rein, cognome de Alexandre Rendeiro, português de New Jersey, iniciou a noite com o seu Folk/Rock Psicadélico, trazendo-nos músicas do seu EP – Gemini.

Público mais jovem que o habitualmente visto na casa, trocando o gin pela cerveja, em formatura na primeira fila elevando cartazes, como se de um festival de verão se tratasse. Lá se rumou sobretudo para desfrutar da noite na companhia das Hinds, o quarteto feminino espanhol Indie Rock de Ana Perrote, Carlotta Cosials, Ade Martín e Amber Grimbergen. As jovens madrilenas menores de 25, que dizem conhecer a língua de Camões pelas caixas dos cereais e que pedem “água sem bolinhas”, levaram os presentes ao rubro, conduzindo a dança, ao tocarem os sucessos do seu Leave Me Alone, nome comum ao seu primeiro disco e tour.

Se de Espanha bons casamentos não se aguardam, os ventos do final da noite não poderia ter corrido melhor para os seus fãs, ao invadirem o palco após chamamentos “Hinds! Hinds! Hinds!”, conduzindo a um encore mágico, com o público a saltar, entoando “Gabba Gabba Hey” para a sua versão de “David Crockett“. Para não descurar do seu hábito, o último contacto e momento de espera para estar com estas meninas ficou para a banca de venda do merchandising, pelas próprias, onde foi permitido trocar algumas palavras e partilhar fotografias.

Fotografia e Texto: Ana Margarida Dâmaso

Leave a Reply

Your email address will not be published.