Tim Hecker, o canadiano que já deu tanto da sua capacidade exploratória em Radio Amor, Ravedeath, 1972 ou no mais recente Virgins, ainda nem há um ano deixou boquiabertas as plateias do Hard Club e do Musicbox e está de regresso a Portugal para marcar presença no festival Semibreve, em Braga.

Se para antever a sua presença for realmente necessário recordar o que por aqui foi dito, as reportagens no Porto (aqui) e Lisboa (aqui), falam por si – a primeira numa sessão Post-Amplifest com Atillla e a segunda inserida no Jameson Urban Routes. A verdade é que hoje em dia Hecker está longe de ser um nome em ascensão, desmarcando-se de forma evidente como um dos mais geniais compositores do seu tempo.

Com a confirmação de Tim Hecker há outros nomes a surgir naquele que promete ser a maior edição de sempre do Semibreve. Aos anteriormente confirmados Oren Ambarchi, Roedellius, Doplereffekt ou Peder Mannerfelt juntam-se também Luke Abbott, Powell, André Gonçalves e Die von Brau para o festival de música electrónica e arte digital.

O Semibreve acontece de 30 de Outubro a 1 de Novembro dividido em três espaços bracarenses – Theatro Circo, GNRation e Casa Rolão. O passe geral custa 30 euros e encontra-se à venda na rede Bilheteira Online, entre outros locais. Consulta a nossa página alusiva, aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.