Estamos em Agosto e calor é coisa que não falta. As altas temperaturas podem, felizmente, potenciar as melhores férias, os melhores sunsets junto à praia com amigos e bons passeios pelas estradas fora. Isto se não estiveres a curtir a música do momento num dos imensos festivais do mês (a agenda, aqui).

Caso só agora tenhas tido realmente tempo para te dedicar à música nova por estares de férias ou apenas estejas à procura daquela boa malha de Verão para cantar, dançar ou acompanhar aquilo que tem dado que falar, lançamo-nos a quinze singles deste 2015 que poderá ser aquilo que procuras numa via mais popular da música.

#01 Lower Dens – To Die in L.A. 

Porque não começar uma lista de singles com uma daquelas melodias meio 80’s com uma atmosfera quase arrecadada de Twin Peaks? “To Die in L.A.” tem ritmos frescos com um refrão daqueles mesmo orelhudos e a ti sobra-te o que resta do Verão para antecipar os concertos de Lower Dens por cá, em Novembro, em Lisboa e Braga.

#02 Unknown Mortal Orchestra – Multi-Love 

Seja qual for a idade, esta estação do ano parece sempre incitar a paixonetas caso te tenhas mantido livre nos últimos meses. Talvez um “Multi-Love” seja uma sugestão pouco singular para ti, mas pelo menos a faixa em si dá para tudo. Se ainda não conhecias e até gostaste, acredita que vai ser difícil tirá-la do modo repeat ou da cabeça.

#03 All We Are – Keep Me Alive 

Ao dar um breve olhar pelo cartaz do Milhões de Festa deste ano conferiram-se alguns nomes com razoável potencial de crescimento nos próximos meses ou anos, onde All We Are têm as suas possibilidades com a sua pop directa e com este single que se alapa e vos pretende acompanhar durante algum tempo.

#04 Torres – Strange Hellos 

Um olá estranho da agora loira Torres destaca-se, entre outras, do seu novo disco “Sprinter“. A faixa-título também seria uma boa sugestão para as tuas férias, mas esta “Strange Hellos” dá azo a mais andamentos e talvez te lembre, de alguma forma, o rock dos 90’s.

#05 Alabama Shakes – Don’t Wanna Fight 

Pelo potencial mostrado no álbum de estreia, em 2012, saberíamos que mais tarde ou mais cedo o nome de Alabama Shakes haveria de ser mais mencionado, muito por culpa da voz de Brittany Howard. “Don’t Wanna Fight” é o single maior do seu novo “Sound & Color“.

#06 Death Grips – The Powers That B

Pode não ser o single mais orelhudo, mas as vibrações sonoras invocadas por Andy Morin, Zach Hill e Stefan Burnett, o feroz MC Ride, bem podiam estar na banda sonora de uma daquelas noites da pesada, daquelas que te fazem acordar no dia seguinte sem conseguires justificar o que aconteceu. “The Powers That B” é faixa-título do mais recente álbum duplo do trio Death Grips.

#07 Beach House – Sparks

Depression Cherry” é o novo disco de Beach House e será lançado no final deste Agosto. Para avanço foi-nos mostrada “Sparks”, uma faixa quente e com diagonais a lembrar, de forma muito própria, as paisagens de My Bloody Valentine e Slowdive. Um grande single para antecipar um possível candidato a álbum do ano para muitos.

#08 Jamie xx – Loud Places

Jamie Smith, mais conhecido como Jamie xx (por ligação à banda na qual participa), lança o seu primeiro álbum original este ano, volvidos quatro desde “We’re New Here” onde contou com o clamor de Gil-Scott Heron. “In Colour” é então feito daquela electrónica que está presente mas de forma quase inaudível e “Loud Places” é um single onde até Romy empresta a voz, aproximando àquilo que nos habituaram em The xx.

#09 Speedy Ortiz – Raising The Skate

Alguém falou do Rock dos 90’s em cima? É que “Foil Deer“, o novo álbum de Speedy Ortiz, parece quase saído de uma garagem dos subúrbios de um grande centro urbano americano, muito à imagem do que se ouviu emergir há duas décadas atrás. “Raising The Skate” quase podia até ser um tema de Garbage, não é?

#10 Father John Misty – I Love You, Honeybear

As canções de amor-ódio, romântico-violentas de Joshua Tillman enquanto Father John Misty merecem um novo disco em 2015 e esta “I Love You, Honeybear” abre o álbum com o mesmo nome. Um single digno para noitadas embebidas em desgosto e frustração.

#11 Mini Mansions – Vertigo

Se os Mini Mansions de Zach Dawes, Tyler Parkford e Michael Shuman (de Queens Of The Stone Age) não te convenceram com o trabalho de estreia em 2010, talvez mudes de ideias este ano. “Vertigo” é apenas uma das muitas faixas que poderiam ser apresentadas como single, ganhando esta vantagem por conter a voz de Arctic Monkeys, Alex Turner, num dos versos.

#12 Panda Bear – Boys Latin

Dado que as faixas de Noah Lennox, ou Panda Bear, em “Panda Bear Meets The Grim Reaper” têm tanto de tropical quente como de gélidos ambientes, fomos ao primeiro lado buscar os ritmos psicadélicos de “Boys Latin” para ilustrar um dos melhores discos do ano até agora lançados.

#13 Foals – Mountain At My Gates

Se procuras aquele malhão de Indie/Alternative Rock para te acompanhar em idas à praia, talvez sejam os Foals a trazerem a melhor resposta para 2015. “What Went Down“, o novo disco, ainda não foi lançado, mas já lhe conhecemos algumas faixas. Entre elas está esta “Mountain At My Gates”, merecedora de um vídeo esférico para explorar.

#14 Courtney Barnett – Pedestrian At Best

A australiana Courtney Barnett lança este ano o seu disco de estreia, “Sometimes I Sit And Think, And Sometimes I Just Think“, depois de alguns EPs de reconhecimento que a colocam como um dos nomes com mais falatório em 2015. “Pedestrian At Best” é o single que dá a conhecer este trabalho que tem recebido boas indicações um pouco por toda a crítica.

#15 Kendrick Lamar – King Kunta

Por fim, o single número quinze desta selecção pertence a um dos claros candidatos a disco do ano. Talvez Kendrick Lamar venha a reunir novos consensos fora do universo do Hiphop graças às suas recentes obras. Este novo “To Pimp A Butterfly” já tem um punhado de singles e vídeos e praticamente qualquer música poderia ser mote para a tua banda sonora de Verão. Fica “King Kunta” pela sua viciante bassline.

Autor: Nuno Bernardo

Leave a Reply

Your email address will not be published.