O colectivo editorial (e artístico) informal A BESTA, sediado em São Domingos de Rana/Carcavelos, tem-se desafiado a si mesmo enquanto grupo que junta os seus músicos, que os edita em pequenos volumes independentes e que os divulga pelas zonas ditas periféricas da Grande Lisboa.

Na lógica da proliferação da música livre e dita alternativa, por espaços ditos periféricos, A BESTA decidiu juntar-se à Cultura no Muro, associação sediada na SMUP (Parede), espaço que ajudou a reabrir e que tem dinamizado culturalmente das mais diversas formas. Neste sentido surge, em jeito de acto trágico à Raul Brandão, A BESTA E O MURO, repetindo os tons de gente brava do 25 de Janeiro com lançamento da primeira k7 da editora dos Deslize, estreia do novo projecto de trip-hop Cicuta e o convidado extra-Besta, Yan-Gant Y-Tan.

O evento será de entrada gratuita mas aceitam-se donativos (mínimo recomendado 2€, mas por 3€ oferta do CD de DESLIZE). Expostas pelo espaço da SMUP estarão outras edições do colectivo A BESTA, assim como informação sobre o colectivo. Haverá certamente espaço para o debate, com o claro objectivo de juntar ao colectivo novos artistas (de qualquer área), com o interesse de proliferar o seu trabalho por espaços em crescimento, como a SMUP.

Mais informações relacionadas com os projectos envolvidos, aqui.

A Besta e o Muro

Leave a Reply

Your email address will not be published.