A tour nacional da banda de punk rock Tiro No Escuro, acompanhada pelo extravagante Charles Sangnoir e o seu principal projeto, La Chanson Noire, passou por Leiria no passado dia 23 de Maio de 2015, em mais uma edição das Unknown Pleasure Nights no Beat Club. Perante uma pequena mas atenta e entusiasmada audiência, ambos os projetos se lançaram para uma hora de concerto cada, com o mesmo empenho que teriam numa casa cheia.

Apresentando uma interessante variante do seu habitual espetáculo a solo, Sangnoir trouxe consigo o baterista Diogo Guerreiro, que acompanhou o piano e voz de Charles, aproximando assim os temas da sua roupagem original. Abrindo pela uma da manhã com Fado Mau, cedo a voz bem regada do músico encheu de negra alma o espaço, com um cabaret noir trilíngue, de traços libidinosos em músicas como The King Of Whores e Fuck Me (esta última dedicada, presumo que com carinho, à repartição das Finanças).

Sempre comunicativo, com uma voz suave e pausada contrastando com o atrevimento das palavras, La Chanson Noire deu mais um grande concerto, especialmente delicioso nos momentos em que puxou um pouco mais pela voz ou em que dedilhou o piano com mais fervor. O espetáculo, que revelou uma música do próximo álbum do projeto, intitulada Família de Chantilly, terminou a cinco minutos das duas, com um encore composto pela “prostituta dos meus temas“, a brilhante Bordel de Lúcifer.

Seguiu-se a banda em cartaz, os Tiro No Escuro, que nos trouxeram o seu segundo álbum de originais, Aqui Escondido, produzido nada mais nada menos do que por Charles Sangnoir. Um terço do concerto foi constituído por covers, incluindo a abertura, com uma versão punk do clássico Estou Além de António Variações. Além desta, foram tocadas três outras versões, nomeadamente A Tua Imagem de Fonzie, Deixa-me Ser de Threesome e Nasci Hoje de Tara Perdida, uma homenagem ao rei do punk nacional, João Ribas, a fechar o concerto.

Excluindo o single Até Te Encontrar, retirado do primeiro álbum, todo o restante espetáculo teve como base o seu mais recente trabalho, com destaque para Nunca Mais Irei Voltar, Esta É A Tua Vida e Podes Alcançar, esta última com a participação no departamento vocal de Charles Sangnoir, num registo bem diferente do seu próprio concerto. Sem impressionar pela originalidade, a banda merece louvores pela atitude com que interpreta e sente o som e os temas que cantam, que seguem o manual do punk ao retratar temas fortes da sociedade. Uma noite imperdível que quase toda a gente perdeu, ficando para a história, entre muita boa música e disposição, a frase “quanto mais te aproximas do sol, maior é a tua sombra”

Fotografia: Marina Silva
Texto: David Matos

Setlist de La Chanson Noire
Setlist de Tiro No Escuro

.

Leave a Reply

Your email address will not be published.