O NOS Club reedita-se na Casa da Música no próximo dia 11 de Abril e surge à cabeça o nome do autor de Maxinquaye.

Tricky, que esteve no ano passado no nosso país para concerto no regresso do festival de Vilar de Mouros, volta a actuar num espaço que conhece. Visitou a Casa da Música, no Porto, em 2010, antes de editar os mais recentes False Idols (2013) e Adrian Thaws (2014).

O papel de Tricky na preponderância do triphop nos anos 90 não é o único cartão de visita para esta edição do NOS Club – há também concertos de Capicua, Best Youth, Ana Cláudia e Cut Slack, para além de DJ sets de Branko (Buraka Som Sistema) e Peter Kruder.

A entrada para Tricky, na Sala Suggia, vale 12 euros. A Sala 2, com concertos de Capicua e Best Youth, também tem o custo de 12 euros por entrada. Os DJ sets exigem um consumo mínimo de 5 euros no Bar Casa da Música, enquanto que os concertos de Ana Cláudia e Cut Slack, na Cibermúsica, têm entrada livre.

Repare-se que esta programação vem a suplantar o cancelamento de Tangerine Dream, forçados a cancelar a sua actuação de 11 de Abril no NOS Club devido a falecimento do fundador e peça central, Edgar Froese.

Leave a Reply

Your email address will not be published.