São, muito provavelmente, as duas mais altas referências da discografia dos Mastodon e da actualidade do metal progressivo. Lançados em 2004 e 2006, ambos são álbuns conceptuais.

Mastodon – 2004 – Leviathan

 É o segundo álbum da tetralogia de discos conceptuais representando elementos da natureza. O grupo afirma que o conceito do disco centra-se no elemento ‘água’ e que todas as faixas do lançamento são focadas nesse elemento.

Foi considerado o álbum do ano 2004 por várias revistas da especialidade, sendo até considerado como o melhor álbum do século XXI pela MetalSucks. De facto, é o grande lançamento do grupo, apenas acompanhado pelo seu sucessor Blood Mountain. Leviathan conseguiu enorme apoio da crítica profissional bem como da sua base de fãs, principalmente com uma tour especialmente bem concebida.

Lista de faixas para Leviathan:

01. Blood And ThunderLeviathan_special_edition_cover
02. I Am Ahab
03. Seabeast
04. Island
05. Iron Tusk
06. Megalodon
07. Naked Burn
08. Aqua Dementia
09. Hearts Alive
10. Joseph Merrick

Não sei se será o melhor disco do século XXI como afirmou a MetalSucks mas é, de certeza, um dos melhores. Principalmente,  tecnicamente, com uma grande performance do grupo e uma excelente composição instrumental que dá a razão de ser a este disco. Em termos líricos, o grupo tem aqui o seu melhor trabalho com um álbum muito bem pensado e com a inclusão do elemento ‘água’ de uma forma surpreendentemente soberba. O disco apesar de ter 10 faixas é bastante rápido de se ouvir com grande parte das faixas a não ultrapassarem os quatro minutos de duração, com excepção para a magistral “Hearts Alive”, a mais fantástica do álbum. Na minha opinião, Mastodon perde aqui o estatuto de ‘banda-revelação’, para se tornar numa das grandes bandas da década e como representante principal do metal progressivo na actualidade.

Mastodon – Leviathan (álbum na íntegra)

Mastodon – 2006 – Blood Mountain

O terceiro álbum de originais é mais um lançamento conceptual, sendo o terceiro da tetralogia sobre elementos da natureza, e representa o elemento ‘terra’. Este é mais um grande disco e um excelente sucessor de Leviathan com uma história mais estruturada e uma narrativa mais evidente.

A personagem principal procura Cystal Skull, que espera colocar no topo da Blood Mountain. É um álbum, essencialmente, sobre preserverança, luta e dificuldade na conquista do objectivo, neste caso, a escalada de uma montanha.

Lista de faixas para Blood Mountain:

01. The Wolf Is LooseMastodon_-_Blood_Mountain
02. Crystal Skull
03. Sleeping Giant
04. Capillarian Crest
05. Circle Of The Cysquatch
06. Bladecatcher
07. Colony Of Birchmen
08. Hunters Of The Sky
09. Hand Of Stone
10. This Mortal Soil
11. Siberian Divide
12. Pendulous Skin
13. Crystal Skull [live version] [Japanese bonus]

Uma das vantagens deste disco em relação aos anteriores é o enquadramento do conceito à realidade, o que é sempre vantojoso para a compreensão e aceitação do álbum. Em termos técnicos, o grupo consegue manter o nível global das suas performances, com uma excelente demonstração de talento e a confirmação do seu valor e posicionamento na indústria musical. É um álbum mais melódico com vocais mais melódicos e limpos, quando comparado com os antecessores. Blood Mountain conta com diversos artistas convidados como Josh Homme e Scott Kelly, entre outros.

Mastodon – Blood Mountain (álbum na íntegra)

// João Braga

Leave a Reply

Your email address will not be published.