A quinta edição do Santa Maria Summer Fest começa já esta sexta-feira e garantirá o seu estatuto de «festival anti-crise» com preços convidativos para um cartaz de luxo no underground extremo nacional.

O evento decorrerá desde as 15h30 de sexta-feira, dia 6 de Junho, até às 4 da madrugada de dia 8, domingo, contando com mais de 35 concertos de bandas portuguesas e outras de fora, como é o caso das lendas do crust, Extreme Noise Terror, que surgem no topo do line-up.

Cartaz_Final

A organização garante também a existência de campismo grátis a partir de quinta-feira, 5 de Junho, até terça-feira, dia 10, feriado nacional. De recordar que no dia 9 de Junho haverá uma espécie de after fest com concerto de Dolentia no Bar Os Infantes, também na cidade de Beja, custando apenas 2 euros aos portadores do bilhete do SMSF ou 3 euros caso contrário.

Dolentia

O Palco 2 do Santa Maria Summer Fest é ainda mais acessível, com a sua entrada a ser livre. Conhece todo o cartaz e horários, com divisões por palcos, na nossa página alusiva ao festival – aqui.

A organização conta-nos também da existência do SMSF Extreme Battle, pela primeira vez na sua história, que premiou as vitórias de My Enchantment, Mindtaker e Sangue-Xunga com actuações no festival. No entanto, no sábado (7 de Junho), estas três bandas disputam a última ronda do concurso, lutando pela gravação de vídeo do concerto e também gravação de temas em estúdio, oferecidos pelas Red Lizard – Produções Audiovisuais, Poison Apple Studios e Almada Estúdios de Ensaio.

Haverá também um prémio a ser sorteado nos compradores do ingresso para o festival. A Amplificadores de Lata ofereceu à organização do SMSF um amplificador de guitarra construído a partir de uma lata de refrigerante, decorado com o artwork da edição deste ano, vindo este a ser premiado entre os presentes.

Para mais pormenores, basta visitar a página oficial do festival ou o Facebook do mesmo. Relembramos também que recentemente demos uma entrevista a Vítor Paixão, um dos organizadores do evento, que pode ser lida aqui, acabando por esclarecer algumas dúvidas que possam surgir. E porque não, antes dos caminhos da música extrema apontarem para Beja, recordar a última edição? Nós estivemos lá e contámos como foi, aqui.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.