The Gun eram um trio londrino de rock psicadélico e bastante tóxico com uma toada muito pesada, mas que não sobreviveu devido a problemas administrativos e comerciais. É uma das bandas mais talentosas, surgindo numa das fases mais espectaculares da história da música entre 1967 e 1970.

The GunO grupo formou-se em 1967 com Paul Curvitz, baixista do grupo, como comandante da banda que viria a contar com o seu irmão Adrian Curvitz, guitarrista/vocalista, e Louie Farrell, na bateria. Após algumas mudanças de nome, os The Gun viriam, em 1967, a actuar como banda de suporte para os lendários Pink Floyd uns meses antes de assinaram um contrato com CBS Records, que viria a produzir o seu primeiro disco.

Ao contrário de algumas das bandas que são apresentadas nesta secção d’ O Baú Perdido do Rock e Heavy Metal, o grupo conseguiu atingir sucesso comercial numa faixa do seu disco de estreia, confirmando a esperança de uma carreira de grandes sucessos.

Já sob contrato com a CBS Records sai para as lojas o melhor álbum de estúdio do grupo londrino, Gun, em 1968. O disco homónimo apresenta uma sonoridade bastante tóxica e inovadora, considerando que inclui sons orquestrais em algumas faixas, sendo uma das primeiras bandas a adoptar este género de uma forma tão bem sucedida. A faixa de abertura, “Race With the Devil”, eternizou o nome do grupo sendo continuamente admirada por grupos como Judas Priest e outros que admiram o valor dos londrinos. As grandes faixas são indiscutivelmente “Race With the Devil”, “The Sad Saga of the Boy and the Bee”, “Yellow Cab Man”, “Rat Race”, “Take Off” e “Drives You Mad”.

Só no ano a seguir, em 1969, o grupo reaparece na ribalta para lançar o menos forte e marcante Gunsight, que contém uma marca menos tóxica e menos eléctrica, quando comparado com o antecessor. Na minha opinião, este disco tem menos pontos qualitativos e apresenta um grupo menos coeso e artisticamente mais fraco, apesar do trio ser exactamente o mesmo. Fica a sensação que o grupo se prepara para o fim da banda.

Em 1970, os The Gun deixam de existir, encerrando actividades devido a falta de apoio comercial e falta de mais sucessos que tenham entrado nos tops, como aconteceu com “Race With the Devil”. Para além disso foi difícil acompanhar o andamento de outros grupos que, actualmente, são lendas como King Crimson, Rush, Procol Harum, Genesis, Camel, Pink Floyd ou Led Zeppelin que surgiram na mesma altura. Do trio londrino conhece-se muito pouco já que só duraram três anos, no entanto existe, ainda, um website oficial que pode ser visitado aqui.

// João Braga

Leave a Reply

Your email address will not be published.