ERMO  – “Vem Por Aqui”

Bandcamp | Facebook

ErmoNascidos em 2011 naquela que já foi Bracara Augusta, os Ermo são um novo projeto nacional de duas almas que desafiam qualquer etiqueta de género e definição de fronteiras musicais. Naquilo que pode ser definido como um manifesto adulto de crítica à sociedade portuguesa, de uma agressividade mascarada de palavras (quase sempre) subtis, a banda emana no seu disco de estreia Vem Por Aqui uma inegável essência lusitana, pautada por sons e ritmos bizarros e contra natura. A expressão vocal é extensa e vai desde um registo de quase canção de embalar (em Correspondência, por exemplo) até um louco e ácido arranhado gutural (como em Pangloss). Os sons electrónicos criam atmosferas densas verdadeiramente únicas e adequadas ao conteúdo lírico, levando o ouvinte numa viagem quase psicadélica, mas que lhe permite ter uma perfeita lucidez crítica perante aquilo que ouve.

A música de abertura Eu Vi O Sol é para mim a faixa mais interessante musicalmente, negra e rica em detalhes, mostrando todo o potencial da banda. Correspondência (ver videoclip) leva-nos para um ambiente suave, sonhador, estranhamente alegre, contrastando com a tristeza da letra. Em Macau somos levados numa viagem mais experimental, sendo em Porquê?, outro dos meus temas favoritos do disco, que somos levados a reflectir mais profundamente, ajudados pela atmosfera sonora mais progressiva e etérea. Em Primavera voltamos ao ambiente de Correspondência, mas numa expressão mais moderada. Fronteira e sobretudo Projéctil atingem o auge do experimentalismo, com uma loucura sonora e agressividade lírica sarcástica únicas na segunda. Chegamos ao fim com Pangloss, o tema mais teatral e negro do álbum, obrigando tal como Porquê? a uma reflexão profunda.

Nunca ouvi nada parecido com isto em toda a minha curta mas vasta musicalmente vida. É algo completamente novo, algo que fazia falta, algo que me orgulho de ter surgido em Portugal. Este duo de Braga tem tudo para conquistar, não diria todo o público nacional, mas pelo menos aqueles que não têm medo de pensar e de abrir a mente a novas sonoridades. Há arestas por limar, há muito por onde crescer, mas o início é infinitamente promissor.

 // David Matos

Ermo - Vem Por AquiPaís
Portugal

Membros
António Costa – Voz
Bernardo Barbosa – Programação

Alinhamento
Eu Vi O Sol | Correspondência | Macau | Porquê | Primavera | Fronteira | Projétil | Pangloss

Download Gratuito
Clique aqui

ERMO  - "Vem Por Aqui" Bandcamp | Facebook Nascidos em 2011 naquela que já foi Bracara Augusta, os Ermo são um novo projeto nacional de duas almas que desafiam qualquer etiqueta de género e definição de fronteiras musicais. Naquilo que pode ser definido como um manifesto adulto de crítica à sociedade portuguesa, de uma agressividade mascarada de palavras (quase sempre) subtis, a banda emana no seu disco de estreia Vem Por Aqui uma inegável essência lusitana, pautada por sons e ritmos bizarros e contra natura. A expressão vocal é extensa e vai desde um registo de quase canção de embalar…
É algo completamente novo, algo que fazia falta, algo que me orgulho de ter surgido em Portugal.

[Álbum / Optimus Discos / 25 Novembro 2013]

Classificação

80%

É algo completamente novo, algo que fazia falta, algo que me orgulho de ter surgido em Portugal.

Crítica 1 de 15 da rúbrica “Road to Entremuralhas 2014”.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.