Este é, na verdade, o primeiro de três Fundamentais do Progressivo inteiramente dedicados ao metal progressivo, desde o mais pesado ao mais alternativo. Com grupos repetentes e outros a fazer a sua estreia na nossa lista. Um dos estreantes é Riverside com este disco de 2007.

Fates Warning – 2000 – Disconnected

É o nono disco de estúdio do grupo americano, lançado três anos após o álbum conceptual, A Pleasant Shade Of Grey (anteriormente mencionado num dos Fundamentais), e apresenta uma sonoridade, relativamente, diferente à demonstrada em Parallels ou A Pleasant Shade Of Grey. Desde a entrada de Ray Alder, em 1987, a banda viveu os seus “anos de ouro” com um estilo mais complexo e mais orquestral e com maior trabalho técnico, quando comparado com os três primeiros álbuns com John Arch.

Lista de faixas para Disconnected:
01. Disconnected Part 1Disconnected
02. One
03. So
04. Pieces Of Me
05. Something From Nothing
06. Still Remains
07. Disconnected Part 2

Apesar de conter a marca principal da banda, parece que a partir de 1997, o grupo tentou ser menos directo na sua música, trabalhando-a mais e incutindo uma veia mais emocional e profunda numa boa parte dos seus lançamentos. Para isso, basta ver este álbum com as faixas “So”, “Pieces Of Me” e “Something From Nothing” a ilustrarem o grau de emoção, complexidade e sentimento que o grupo quis implementar a partir de fins dos anos 90. Até então, as faixas era bem menos complexas e menos pessoais que as compostas a partir de 1997. Como referi acima, Alder implementou um espírito diferente no grupo, com mais complexidade, instrumental e sofisticação, principalmente na década de 90 após o lançamento do seu álbum conceptual. Disconnected é um disco, relativamente, subvalorizado, talvez pela diferença de direcção musical que a banda implementou, este não é um lançamento propriamente idolatrado pelos fãs ou crítica profissional. Mas merece, claramente, uma posição de destaque na nossa lista, já que apresenta um conjunto de ‘malhas’ bastante progressivas com imensa complexidade e índice técnico, num grupo em muito boa forma. Faixas a ter em conta: “So”, “Something From Nothing” e “Still Remains”.

Fates Warning – Disconnected (álbum na íntegra)

Riverside – 2007 – Rapid Eye Movement

É uma das grandes bandas europeias da actualidade, e um dos grupos com mais sabedoria e cultura musical da última década. Os polacos apresentam neste Rapid Eye Movement, um dos melhores álbuns da sua discografia, tendo sido, inclusivamente, considerado um dos melhores 10 álbuns de rock progressivo da última década, pela revista Classic Rock.

Lista de faixas para Rapid Eye Movement:
01. Beyond The EyelidsREM
02. Rainbow Box
03. 02 Panic Room
04. Schizophrenic Prayer
05. Parasomnia
06. Through The Other Side
07. Embryonic
08. Cybernetic Pillow
09. Ultimate Trip

Este trabalho finaliza a trilogia “Reality Dream”, composta pelos álbuns Out of Myself e Second Life Syndrome. A primeira parte deste Rapid Eye Movement tem o nome “Fearless” (trad. ‘sem medo’) e é composta pelas primeiras cinco faixas do álbum. A segunda parte tem o nome “Fearland” (trad. ‘terra do medo’), composta pelas restantes faixas. Apesar de muitos dos álbuns dos polacos não terem uma narrativa delineada, têm sempre um tema comum podendo, portanto, funcionar como álbuns conceptuais. Este, em particular, tem em atenção o falhanço humano, com a ‘queda’ do indivíduo para um ‘mundo paralelo’, principalmente, dominado pela apatia e inconsciência.

O álbum funciona como um todo, sendo, portanto, difícil distinguir quais as melhores faixas a retirar do disco. É, garantidamente, um dos grandes trabalhos da última década. Para além de finalizar uma trilogia, a banda nunca parece descer o nível de qualidade nos três discos, principalmente, no que ao nível das suas performances diz respeito. Riverside são uma das enormes bandas que mantêm um nível de qualidade estável, mesmo mudando a sua direcção musical, nos últimos tempos. O grupo liderado por Mariusz Duda consegue fornecer discos de excelente qualidade, inteligentes e muito bem estruturados. Merecem, garantidamente, fazer parte da nossa lista de Fundamentais do Progressivo.

Riverside – Rapid Eye Movement (álbum na íntegra)

// João Braga

Leave a Reply

Your email address will not be published.