Foi na noite bem fria de sexta feira passada que os The Young Gods voltaram ao nosso país, sendo que desta vez vinham recordar os seus dois primeiros álbuns: “The Young Gods” e “L’Eua Rouge”.

Era certo que o público que se deslocou ao TMN Ao Vivo estava à espera de algo especial, uma vez que a banda vinha com um alinhamento focado nos primeiros trabalhos e que Cesare Pizzi estava de volta à banda para tocar os samples que tinha gravado originalmente – em suma: o trio suíço entrou em palco e teve uma actuação irrepreensível! Foi claro para todos os presentes que a banda está em um grande momento de forma e que colocam toda a sua energia nas músicas que tocam. Com a comunicação com o público reduzida ao essencial e por entre algumas palavras em português a banda foi desfilando músicas umas atrás das outras até ao fim. Foi um grande concerto dos The Young Gods que, de certeza não desfraldou as expectativas daqueles que se deslocaram ao TMN Ao Vivo.

A primeira parte ficou a cargo dos Tape Junk. A banda lisboeta entrou em palco com a sala ainda um pouco despida mas conseguiram chamar a atenção dos presentes através de uma prestação bastante competente.

Fotografia e Texto: Tomás Lisboa

Leave a Reply

Your email address will not be published.