A longa fila não deixava dúvidas: foram sete longos anos de espera. Contavam-se ansiosamente as horas, os minutos; muitos queixavam-se de nunca os terem visto, outros, mais velhos ou com melhor memória, lembravam-se ainda do último concerto em Portugal. Foi em 2006. Na altura, os Noruegueses traziam na algibeira o recente Now, Diabolical, o melhor “black ‘n’ roll” que a banda já fez. Agora, em 2013, é a vez de Satyricon, o homónimo que promete trazer mais rock do que black, e mais cabelo na cabeça de Satyr.

A primeira parte coube aos Taiwaneses Chthonic, cuja última passagem pelo país data de 2012, no festival Vagos Open Air. Com a boa disposição e energia de sempre, os Taiwaneses deram um concerto de grande qualidade como é seu costume, mostrando-se especialmente contentes por puderem tocar novamente em Portugal (não fosse a ilha de Taiwan conhecida também por “Formosa”, nome dado pelos Portugueses no século XVI).

Foi ao som de “Voice of Shadows”, tema de abertura do mais recente álbum, que entraram finalmente em palco os tão esperados Satyricon. A recepção foi entusiasta, e a simpatia da banda quase surpreendente. Seguiu-se o tema “Hvite Krists Død”, do já antigo The Shadowthrone, prenúncio para uma boa noite; com uma breve passagem por Satyricon, surpreendente funcional ao vivo (surpreendeu certamente até aqueles que não se deixaram convencer pelo álbum), a setlist escolhida atravessou a já longa discografia da banda, com especial atenção a Now, Diabolical, e com direito a mais do que um tema do mítico, mais do que mítico, Nemesis Divina. No encore não faltou aquela que talvez será a música mais simbólica de toda a discografia: “Mother North”. A fechar, houve ainda tempo para “Fuel for Hatred” e “K.I.N.G.”. Frost, com o cabelo a tapar os olhos, e o resto da banda, despediram-se com a promessa de voltarem muito em breve. Esperemos que sim.

 

Setlist: 

Chthonic: Oceanquake | Supreme Pain for the Tyrant | Next Republic | Southern Cross | Sail Into the Sunset’s Fire | Defenders of Bú-tik Palace | Takao

Satyricon: Voice of Shadows | Hvite Krists Død | Now, Diabolical | Black Crow on a Tombstone | Our World, It Rumbles Tonight | Nekrohaven | Repined Bastard Nation | Die by My Hand | The Infinity of Time and Space | Forhekset | To the Mountains | The Pentagram Burns

Encore: Mother North | Fuel for Hatred | K.I.N.G.

 

 

Reportagem de Rita Cipriano.
Fotografias de Diogo Oliveira.

Leave a Reply

Your email address will not be published.