Classificar estes These New Puritans revela-se uma tarefa impossível. De pouco ou nada serviria o recurso a comparações e a verdade é que, e principalmente depois de “Field Of Reeds”, a banda atingiu um qualquer patamar que não partilha com mais ninguém. Não há dúvidas que o álbum lançado ainda em Junho passado veio verdadeiramente distanciar os britânicos de qualquer grupo que por aí vá surgindo, e se já com “Hidden” mostraram claros sinais do caminho interessantíssimo que poderiam seguir, agora assumem claramente o estatuto de serem uma das bandas mais cativantes e inovadoras deste início de década.

A dinâmica, as texturas, toda aquela conjugação brilhante que se faz ouvir em disco. É tal a complexidade e a riqueza de “Field Of Reeds” que nos passava mesmo pela cabeça se teriam capacidade de reproduzi-lo de forma tão exímia assim em palco. A verdade é que passadas “Spiral” e “Fragment Two”, as duas faixas que abriram o concerto, não ficaram dúvidas que o conseguiriam emular igualmente bem ao vivo. Ao todo eram 7 em palco, e ver a maneira como os diferentes músicos se iam intercalando uns aos outros, desde Thomas Hein e a autêntica cola que o multi-instrumentista representa para a banda, passando pela voz da portuguesa Elisa Rodrigues e ao duo de sopros que os acompanhava, era quase a parte mais deliciosa de todas.

Numa setlist que foi beber quase tanto a “Hidden”, de 2010, como que ao novo registo, é notável a força que algumas faixas do primeiro adquirem neste formato. A sequência de ‘Three Thousand’ e ‘Attack Music’, ambas movidas a percussão que tem lugar não numa pista de dança mas quanto muito num campo de batalha, fizeram tremer o chão e as paredes da Sala 1 do Hard Club. Sala 1 essa que se apresentou despida para o que é habitual. Afinal de contas e a juntar ao frio que fazia lá fora, era noite de futebol, e admita-se lá que pagar 25 euros para ver uma banda com pouco mais de meia dúzia de anos de existência e três longa-duração lançados é caso para fazer muita gente torcer o nariz. Adiante.

Em suma, os These New Puritans vieram cá reforçar o lugar de “Field Of Reeds” como um dos mais belos discos de 2013, e o facto de o terem feito viver à altura da sua qualidade é dizer o suficiente.

Na abertura do concerto esteve a norte-americana Erica Buettner. Agora residente na cidade de Lisboa, a cantautora trouxe o seu folk e bela voz até mais a norte do país. Interessante, sim, mas diga-se algo genérico. A rever num outro espaço.

Texto: Rui P. Andrade
Fotografia: Carolina Neves

Leave a Reply

Your email address will not be published.