Os Biohazard voltaram a Portugal para uma noite de peso na República da Música.

Coube aos No Clue serem os primeiros a entrar em cena mostrando o seu hardcore carregado de força. A recém formada banda lisboeta conseguiu cativar os presentes que ainda não se encontravam em grande número. Contando com dois vocalistas que, sempre que possível,  incentivavam o público a chegar-se a frente, os No Clue deram um bom começo à noite.

De seguida entraram em palco os For The Glory. A fazer a promoção do novo álbum, “Lisbon Blues”, a banda de Lisboa teve o público na mão desde que começou. Alternando entre músicas dos vários registos editados, a energia da banda é contagiante, não deixado ninguém indiferente. Sing alongs, stage dives, mosh e muito crowd surfing, nada faltou à actuação desta grande banda que terminou com uma apoteótica ‘Survival Of The Fittest’.

A banda italiana Arhythmia, que anda a fazer suporte aos Biohazard nesta tour, foi uma surpresa bastante agradável. Com elementos de metal alternativo e hardcore, a banda entrou em palco com um público algo apreensivo mas que se foi aproximando do palco e desfrutando do concerto. Apesar de um dos guitarristas ter partido uma corda, a banda não se deixou desmotivar improvisando um beatbox/rap para entreter os presentes. Bom concerto desta banda com uma aproximação interessante ao hardcore.

Depois veio o momento porque todos esperavam, o concerto dos veteranos Biohazard! A banda de Brooklyn voltou ao nosso país para um concerto absolutamente devastador. Com o carismático Billy Graziadei a comandar as tropas, o concerto foi uma autêntica festa com muitos clássicos para o público (de faixas etárias bastante diversificadas) desfrutar com sing alongs constantes, stage dives e muita boa disposição. Com o seu português que, segundo o próprio, «é uma bosta», Billy Graziadei dirigiu-se várias vezes ao público deixando-o subir ao palco e tomar conta dos vocais sempre que quisessem. Apesar da saída de Evan Seinfeld, a banda não perdeu a energia que sempre os caracterizou dando um excelente concerto deixando a promessa de voltarem brevemente.

Fotografia e Texto: Tomás Lisboa

Leave a Reply

Your email address will not be published.