JESU  – “Everyday I Get Closer To The Light From Which I Came”

Official Website | Facebook | last.fm

JesuHá músicos que, através dos seus projectos e trabalhos lançados, se deixam ler com mais facilidade que outros. Justin K Broadrick é um caso relativamente flagrante pela forma como se deu à música e agora se dá. Para quem fez parte dos primeiros tempos dos extremos Napalm Death, liderou (e agora lidera novamente) os industriais Godflesh e misturou as suas ideias em vários nomes como JK Flesh, Pale Sketcher ou The Blood Of Heroes, Jesu é talvez onde Justin acaba por ser mais contido e cuidadoso. Cuidadoso ao ponto de lançar álbuns a cada dois anos, não deixando 2013 em branco. Recordando a sua discografia, o anterior “Ascension” não fez jus às expectativas deixadas pelo trio “Jesu”, “Conqueror” e “Infinity”.

“Everyday I Get Closer To The Light From Which I Came”, curiosamente, custa mais a dizer do que a ouvir. É provavelmente o mais «audível» dos cinco álbuns lançados sob a patente Jesu e também o que menos conseguimos relacionar com o trabalho passado de Justin. O álbum continua a ser um só riff, mas claro que existe variedade o suficiente para o enriquecer quanto baste. ‘Comforter’ é, inevitalmente, um ponto de foco deste novo disco. O ambiental e relaxante som desta faixa invoca até aqueles fantasmas fofos (diga-se assim, mesmo sem aspas) dos Sigur Rós. No entanto o primeiro cartão de visita é ‘Homesick’, uma faixa usual para aquilo que o projecto Jesu nos habituou. Já ‘Grey Is The Colour’ fecha, como o próprio nome sugere, o álbum de forma cinzenta e instrumental. As últimas palavras de Justin acontecem em ‘The Great Leveller’, faixa que consegue num todo soar a «mais» do que “Ascencion” foi em 2011. Quem tem o primeiro contacto com Jesu nesta altura, sairá extremamente confuso. Sim, Jesu é esta confusão de sons calmos e aparentemente minimalistas. Quem está dentro do assunto, reconhece que para “Everyday…” (chamemos-lhe assim) foram bem equalizadas as boas ideias de “Conqueror”, da estreia “Jesu” ou até do EP “Silver”.

Sem fazer prever pelos últimos lançamentos, o trio que outrora era só Justin passa no teste com distinção. Soube-se finalmente aprimorar a fórmula, remover-lhe o pó e dar a frescura que a mesma precisava.

// Nuno Bernardo

albumPaís
Inglaterra

Membros
Justin K Broadrick – Voz, Guitarra, Baixo
Diarmuid Dalton – Baixo
Ted Parsons – Bateria

Alinhamento
Homesick | Comforter | Everyday I Get Closer To The Light From Which I Came | The Great Leveller | Grey Is The Colour

JESU  - "Everyday I Get Closer To The Light From Which I Came" Official Website | Facebook | last.fm Há músicos que, através dos seus projectos e trabalhos lançados, se deixam ler com mais facilidade que outros. Justin K Broadrick é um caso relativamente flagrante pela forma como se deu à música e agora se dá. Para quem fez parte dos primeiros tempos dos extremos Napalm Death, liderou (e agora lidera novamente) os industriais Godflesh e misturou as suas ideias em vários nomes como JK Flesh, Pale Sketcher ou The Blood Of Heroes, Jesu é talvez onde Justin acaba por ser mais…
Soube-se finalmente aprimorar a fórmula, remover-lhe o pó e dar a frescura que a mesma precisava.

[Álbum / Avalanche / 23 Setembro 2013]

Classificação

84%

Soube-se finalmente aprimorar a fórmula, remover-lhe o pó e dar a frescura que a mesma precisava.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.