Foi uma tarde de crust, a que se presenciou domingo, dia 29 de Setembro, no Hard Club. Inserido no programa de comemoração do 3º aniversário do HC e promovido pela Ruins Records, este dia, dedicado aos fãs de punk e hardcore, acabou por contar com a presença de diversos turistas que aproveitaram para experienciar um ambiente fora da sua zona de conforto.

E que melhor maneira de demonstrar o que estaria para vir senão com os portuenses Misantropia, tocando um crust que apenas só acalmou numa das novas músicas apresentadas, a banda conseguiu animar o ainda pouco público presente na sala. Este concerto foi apenas prejudicado por alguns problemas técnicos fora do controlo da banda.

Seguiram-se os Estado de Sítio, banda nacional de estilo hardore, que transmitiram a sua energia poderosa para um crescente público, pese embora este se ter revelado um pouco parado. Ainda assim, a banda apresentou o seu som rápido e agressivo, não mostrando quaisquer contemplações.

Em terceiro lugar tocaram os Dementia 13, sendo eles os únicos com um estilo musical mais direccionado para o death metal old-school. Demonstrando-se mais receptivo, o público envolveu-se em diversos moshes e headbangs, algo que foi certamente impulsionado pela constante interacção da banda com o mesmo.

Encabeçando o dia, os americanos Hellshock desempenharam de uma maneira exemplar o seu papel como headliner. Interagindo energeticamente com o público durante todo o concerto, o vocalista Joel permaneceu ao lado dos seus fãs em pleno moshpit. Já com a sala mais cheia, embora tendo somente metade da sua capacidade ocupada, o concerto acabou por ser intenso, certamente memorável para todos os presentes.

Fotografia e Texto: Carolina Neves

Leave a Reply

Your email address will not be published.