Mais de 20 anos passaram desde o lançamento do álbum do duo mágico de David Coverdale e Jimmy Page. Ambos artistas eram já reconhecidos artistas no mundo da música. O melhor guitarrista de todos os tempos, Jimmy Page, e um dos mais icónicos vocalistas, David Coverdale, juntaram forças para lançar um álbum e realizar uma possível tour mundial.

Na altura Jimmy Page não estava tão activo musicalmente como seria de esperar. Após a dissolução dos Led Zeppelin, Page lançou apenas três álbuns: dois com o supergrupo The Firm, e um álbum a solo intitulado Outrider. Por outro lado, Coverdale tinha dissolvido os Whitesnake devido à mudança que se havia verificado no mundo do rock, os vídeos, maquilhagem e a imprensa pareciam mais importantes do que o talento musical. O antigo vocalista dos Deep Purple decidiu, então, terminar as actividades da banda, para apenas regressarem em 1994.

O executivo da Geffen Records John Kalodner queria que ambos artistas compusessem um álbum juntos. Page concordou com o encontro com Coverdale, ignorando “as bocas” de Robert Plant que denominou Coverdale de “David Coverversion”. Após o encontro, os dois concordaram em compor um álbum inteiro e fazerem uma tour para promover o álbum. A química foi realmente excelente. O processo criativo acabou com mais de 50 músicas compostas para o álbum. Uma das faixas foi “Shake My Tree” composta por Jimmy Page no tempo dos Led Zeppelin para o álbum In Through The Out Door lançado em 1979, mas que na altura acabou por ser rejeitada pela banda.

Alinhamento de Coverdale/Page:
01. Shake My TreeCoverdale/Page_front
02. Waiting on You
03. Take Me for a Little While
04. Pride and Joy
05. Over Now
06. Feeling Hot
07. Easy Does It
08. Take a Look at Yourself
09. Don’t Leave Me This Way
10. Absolution Blues
11. Whisper a Prayer for the Dying

O álbum propriamente dito, Coverdale/Page, foi lançado em 1993. O disco foi um sucesso comercial com hits como “Shake My Tree”, “Take Me For A Little While”, “Pride And Joy” ou “Absolution Blues”. Uma das críticas feitas ao álbum foi a semelhança que tinha com o estilo musical dos Led Zeppelin, o que provocou uma onda de comparações com os maiores sucessos dos Led Zeppelin. Tecnicamente o disco apresenta ambos artistas no topo da sua forma musical. Jimmy Page com riffs muito poderosos e rápidos em faixas como “Take Me For A Little While”, “Absolution Blues”, “Feeling Hot” ou “Don’t Leave Me This Way”. Em relação a Coverdale, o vocalista faz a melhor performance da sua carreira dos últimos vinte anos. O disco junta diversos estilos musicais desde o hard rock até o blues rock. As letras das músicas estão muito apegadas a temas como o amor, traição e afecto. A produção é outro dos aspectos positivos, com um tratamento musical para além do que seria exigido.

Japan promotion

Apesar do sucesso comercial do álbum, a suposta tour mundial nunca chegou a acontecer. Por motivos desconhecidos a tour mundial ficou reduzida a um punhado de concertos no Japão. Numa entrevista Coverdale disse: “O objectivo para o projecto ‘Coverdale/Page’ era dar concertos em teatros, festivais e ir directamente para o palco mas nada aconteceu, o manager de Jimmy nada nos disse aquando do lançamento do álbum. Foi um dos momentos mais frustrantes da minha carreira musical.”

Em 1994, os Whitesnake regressaram e Page juntou forças com Robert Plant para o lançamento de No Quarter. O projecto Coverdale & Page caiu por terra em menos de um ano e com muito poucas oportunidades de regressar. Independentemente da falta de concertos e dos tempos frustrantes que ambos passaram, Coverdale e Page viram a experiência musical como uma experiência positiva. Penso que o disco apresenta faixas de hard rock bastante boas e um resultado global bastante positivo. Numa escala de 0 a 10, daria ao álbum um 8. Foi lançado na pior década que a indústria musical viveu, mas mesmo assim, Coverdale e Page conseguiram compor um álbum com algumas falhas mas globalmente bastante credível. O legado deixado é positivo. Ambos artistas estavam disponíveis para fazer algo diferente e conseguiram-no em grande parte do álbum. Não é todos os dias que dois ícones do mundo da música se juntam para fazer um álbum e acabam por ser “ignorados” na altura de fazer uma tour mundial. É um disco obrigatório para qualquer fã de David Coverdale e Jimmy Page.

Coverdale/Page – “Take Me For A Little While”

Coverdale/Page – “Absolution Blues”

Coverdale/Page – “Waiting on You”

// João Braga

Leave a Reply

Your email address will not be published.