Quatermass são um trio britânico de rock progressivo fundado em 1969. Contava na sua formação com John Gustafson (baixo e vocais), Pete Robinson (teclado, Piano e vocais de apoio) e Mick Underwood (bateria). Apesar de ter lançado o seu álbum de estreia em 1970, a banda só voltou a lançar o seu segundo e último álbum em 1997. A banda formou-se e dois anos depois acabou, para se juntar novamente quase um quarto de século depois. Após o lançamento do seu álbum de estreia a banda foi considerada como uma banda de futuro e uma das grandes promessas no campo do rock progressivo. Quatermass apresentava o que se pode chamar uma sonoridade bastante complexa, pesada e muito dinâmica.

quatermass Não existe muita informação disponível sobre a banda, seja como for o trio apresentado acima já tinha uma carreira consolidada e tocava junto nos Episode Six. Na altura de lançamento do seu álbum de estreia homónimo, o grupo destacou-se das restantes bandas do género pela sua capacidade técnica bastante acima da média. Foi Quatermass que permitiu, como referido acima, lançar o grupo numa espiral de elogios e criticas muito positivas sobre o seu futuro no mundo da música.

O lançamento de 1970 continha um arranjo instrumental bastante complexo em todas as faixas do álbum. A banda usa para este álbum uma orquestra para conseguir atingir o grau de complexidade desejada. Por exemplo, a faixa “Laughin’ Tackle” inclui 16 violinos, 6 violas, 6 violoncelos e 3 baixos duplos. “Post War, Saturday Echo” é bastante dramática, sendo uma das faixas mais progressivas e mais intensas de todo o álbum com uma performance colectiva digna de se “tirar o chapéu”. O maior sucesso, ainda reconhecido pelos fãs do rock, é “Black Sheep of the Family” que foi muitas vezes ligada à saída de Ritchie Blackmore dos Deep Purple em 1974. (O guitarrista queria fazer uma “cover” de “Black Sheep of the Family”, mas o resto da banda não aceitou tal pedido. Este foi considerado como o primeiro passo para a danificação das relações de Blackmore com a restante banda. O guitarrista só cumpriu o seu desejo de executar uma “cover” desta mesma música com os Rainbow em 1975 no seu álbum de estreia, Ritchie Blackmore’s Rainbow.)

Deixando a história de parte, o álbum em si é muitas vezes descrito como compacto, cheio de ideias, com vocais poderosos e complicados arranjos instrumentais, enriquecido pelas “artísticas notas clássicas do pianista Pete Robinson, que estão presentes nas diversas composições de teclado“. O álbum está muito perto de atingir a perfeição, e é considerado um clássico do rock progressivo. Em oposição com os álbuns lançados à altura este disco está bem produzido, tinha de ser mesmo assim caso contrário a magia do álbum não sobressaía. É também considerado por muitos especialistas na matéria, e por mim também, como um álbum pioneiro para a formação do metal progressivo.

Alinhamento de Quatermass:
01. Entropy220px-Quatermass_(album)
02. Black Sheep of the Family
03. Post War, Saturday Echo
04. Good Lord Knows
05. Up on the Ground
06. Gemini
07. Make up Your Mind
08. Laughin Tackle
09. Entropy (Reprise)
10. One Blind Mice
11. Punting

Apesar da sua qualidade, o álbum não teve sucesso comercial o que levou que a banda terminasse as suas actividades em 1971. Foi só em 1994 que a banda fez mais uma tentativa em busca da fama com uma nova formação. Uma formação que continha nomes como Don Airey e Nick Simper, lançou em 1997 Long Road mas voltou a terminar as suas actividades em 1999.

Em conclusão, a história do grupo é bastante pequena com apenas dois álbuns de estúdio no repertório. Devido à falta de sucesso comercial, a banda desfez-se sempre e nunca conseguiu o reconhecimento merecido. Quatermass é um álbum épico e um clássico cheio de detalhes técnicos dignos de nota para qualquer apreciador de música, principalmente para os fãs de rock e metal progressivo.

Quatermass – Quatermass

// João Braga

Leave a Reply

Your email address will not be published.