CULT OF LUNA – “Vertikal”

Official Website | Facebook | last.fm

Cult Of Luna De preto e branco, ou tons neutros, os suecos Cult Of Luna trazem sob linhas verticais o seu sexto álbum da carreira. Depois de um “Eternal Kingdom” aclamado por um lado e desprezado por outro, em “Vertikal” há muito menos argumentos para separar fãs e apreciadores da sua música. É mais de uma hora de álbum bastante contextualizado entre si, cuja estrutura depende de algumas faixas e da sua ordem… mas que cujo resultado é constante.

‘The One’ é não mais do que uma própria introdução para a explosão de um conjunto de riffs que poderão estar entre os melhores do ano nas contas finais deste 2013 ainda miudinho: ‘I: The Weapon’. São mais de nove minutos de intensidade que prometem alta rodagem a quem fizer chegar este disco aos sistemas sonoros lá de casa ou do automóvel. Mas ‘Vicarious Redemption’ não fica atrás. Esta então tem o seu tamanho duplicado e com ambientes muito distintos ao longo da sua extensão (com destaque para aquela transformação electrónica na marca dos onze minutos… que autêntico regalo!).  ‘The Sweep’ funciona como um interlúdio bastante na onda de Depeche Mode para antever outro faixão. ‘Synchronicity’ parece fazer uma espécie de trocadilho com o excelente trabalho nos sintetizadores/teclados e texturização. ‘Mute Departure’ é outro highlight de “Vertikal”, confirmando de que as longas e nucleares faixas ganham outra dimensão se o terreno for preparado com calma e introduções e/ou interlúdios que parecem um pouco fracos fora do contexto. Mas nem parece fazer sentido escutar este disco sem apreciar todos os segundos que ele oferece de uma só vez. Como tal, ‘Disharmonia’ abre ‘In Awe Of’ e ‘Passing Through’ para um fecho de álbum ruidoso, bonito e colossal.

“Vertikal” é então o diamante que ficou por lapidar nas ideias de “Eternal Kingdom”, resultando talvez num dos melhores discos do ano.

// Nuno Bernardo

[one_half] Vertikal
[/one_half] [one_half_last]

País
Suécia

Membros
Klas Rydberg – Voz
Johannes Persson – Voz, Guitarra
Fredrik Kihlberg – Voz, Guitarra
Erik Olofsson – Guitarra
Andreas Johansson – Baixo
Anders Teglund
– Teclados, Samples
Magnus Lindberg
– Percussão
Thomas Hedlund
– Bateria, Percussão

Alinhamento
The One | I: The Weapon | Vicarious Redemption | The Sweep | Synchronicity | Mute Departure | Disharmonia | In Awe Of | Passing Through

[/one_half_last]

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.