ENSLAVED – “RIITIIR”

[Álbum / Nuclear Blast / 28 Setembro 2012]

Official Website | Facebook | last.fm

Ao longo de onze álbuns, os noruegueses Enslaved foram uma banda que souberam evoluir um passo de cada vez de uma forma contínua. Especialmente desde “Isa”, álbum que data de 2004. A sequência «”Ruun”-“Vertebrae”-“Axioma Ethica Odini”» tem uma notável evolução no cuidado de composição, com álbuns sucessivamente mais completos. Devido a este facto, as expectativas e a fasquia para “RIITIIR” podem e devem ser bastante elevadas.

A banda mostra-se cada vez mais focada nas suas influências de rock progressivo, fazendo bons balanços entre a fase mais black metal e os momentos mais calmos e acústicos. A voz de Herbrand está mais presente que nunca e complementa na perfeição (como já se tinha verificado) a voz áspera de Grutle. Herbrand tem um papel fundamental também nas texturas criadas pelos seus teclados, mais do que em qualquer outro trabalho lançado pelo quinteto norueguês. Desempenhado uma acção importante por de trás destas prestações estão as guitarras de Arve ‘Ice Dale’ Isdal e Ivar Bjørnson, cujas melodias proporcionam um ataque passivo e harmonioso ao ouvido. Um efeito colateral da música progressiva pode ser a indulgência ou monotonia dos elementos, mas os Enslaved conseguem esticar alguns momentos sem cair no exagero. ‘Thoughts Like Hammers’ e ‘Roots Of The Mountain’ são duas épicas faixas que merecem os maiores aplausos, especialmente pelo solo desta segunda. ‘Veilburner’ funciona como uma compilação das vantagens que “RIITIIR” oferece, ‘Storm Of Memories’ invoca o clássico tremolo picking do black metal com refrões do mais alto gabarito e ‘Forsaken’ proporciona a viagem final do álbum.

“RIITIIR” é profundo, é rico e é memorável. Com estes ingredientes fica provado que a banda não se deixa estacionar e continua a evoluir passo a passo, lançando agora aquele que deve ser o trabalho mais completo da sua discografia.

[86/100] // Nuno Bernardo
Análise submetida a novo sistema de classificações

[one_half]
[/one_half] [one_half_last] País
Noruega

Membros
Grutle Kjellson – Voz, Baixo, Efeitos
Ivar Bjørnson – Voz, Guitarra, Efeitos, Sintetizadores
Arve Isdal – Guitarra
Herbrand Larsen – Voz, Orgão, Teclados
Cato Bekkevold – Bateria

Alinhamento
Thoughts Like Hammers | Death In The Eyes Of Dawn | Veilburner | Roots Of The Mountain | Riitiir | Materal | Storm Of Memories | Forsaken

[/one_half_last]

Leave a Reply

Your email address will not be published.