SERPENTINE PATH – “Serpentine Path”

[Álbum / Relapse Records / 11 Setembro 2012]

Facebook | last.fm

Quando nos chega às mãos um álbum acompanhado dos títulos “Death/Doom clássico” e “com ex-integrantes de Unearthly Trance e Electric Wizard“, a primeira coisa que nos vem à cabeça é “isto só pode ser bom”. Infelizmente, apesar da descrição ser fiel ao som, o que ouvimos não vai de encontro às altas expectativas iniciais. Este supergrupo formado em 2011, pouco depois da separação dos Unearthly Trance, apostou forte num regresso às origens do Death/Doom, com uma sonoridade crua e fria. A poderosa voz de Ryan Lipynsky traz o Death, os riffs da guitarra de Tim Bagshaw acrescentam o Doom (com um toque de sludge), os restantes membros completam o som. Já a produção confere ao álbum uma atmosfera intensa, típica de bandas como Asphyx, Evoken e as ex-bandas dos integrantes de Serpentine Path.

Numa primeira abordagem, o principal defeito do álbum é a sua falta de criatividade. Os temas são sólidos e poderosos, muito acima do nível da maioria das bandas do género que andam por aí, mas fica a sensação de que já ouvimos isto várias vezes antes. Consequentemente, a maior parte deles não fica no ouvido, sendo as únicas excepções Aphelion, curto, num ritmo mais acelerado que o resto do álbum e com uma guitarra a fazer lembrar Black Sabbath, e Only A Monolith Remains, o tema mais bem conseguido de Serpentine Path, um excelente final de álbum. Nos restantes temas encontramos bons momentos, mas dado a sua natureza lenta e de composição simples, é fácil perder-mo-nos nalguma monotonia, especialmente para quem não vive e respira Doom, ou simplesmente não estiver com disposição.

Estamos perante um trabalho que irá agradar certamente a fãs de Death/Doom clássico, mas possivelmente apenas a esses. Se é esse o caso, aconselho vivamente o álbum, que não estando no nível de qualidade que o elenco prometia, não deixa de ser um bom trabalho. Para os restantes, Serpentine Path não oferece muito com que se entreterem, mas pelo sim pelo não, oiçam o tema no final desta página e tirem as vossas próprias conclusões.

[76/100] // David Matos
Análise submetida a novo sistema de classificações

[one_half]
[/one_half] [one_half_last] País
Estados Unidos da América
Género
Death/Doom Metal
Membros
Ryan Lipynsky – Voz
Tim Bagshaw – Guitarra
Stephen Flam – Guitarra
Jay Newman – Baixo
Darren Verni – Bateria
Alinhamento
Arrows | Crotalus Horridus Horridus | Bats Amongst Heathens | Beyond The Dawn Of Time | Obsoletion | Aphelion | Compendium Of Suffering | Only A Monolith Remains
[/one_half_last]

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.