Texto por: David Matos
Fotos por: Pedro Resende

Mais um ano, mais uma edição do Vagos Open Air, mais um sucesso. Já lá vão quatro memórias deste que é dos maiores festivais de Metal em Portugal e que começa a tornar-se um hábito para muitos; um local de reunião de amigos, um ponto que une o Norte e o Sul em três dias de convívio, amizade e muita, muita cerveja e hidromel. E digo três dias porque, de ano para ano, se vê mais gente no dia zero. O dia de recepção ao campista viu este ano um número recorde de tendas montadas, tendo muitos aproveitado a noite para cumprimentar velhos conhecidos e pagar uns copos, enquanto o DJ Mr. Kool animava a noite. Uma falha na energia a meio da actuação do DJ ainda fez lembrar os fantasmas do concerto de Anathema do ano passado, mas felizmente este ano todos os concertos decorreram sem falhas de energia.

Este foi o ano das estreias e reuniões, com 6 das 11 bandas estrangeiras em estreia absoluta em Portugal e Arcturus, At The Gates, Nasum e Coroner em tours de reunião que provavelmente serão as últimas das suas carreiras. Foi uma edição repleta de emoções, com o primeiro dia a ser animado pelo Folk, consolidado pelo Black, aquecido pelo Melodic Death e explodido com Grindcore, e num segundo dia que viu o Thrash tomar conta da noite e o Melodic Death fechá-la. Aqui fica a análise individual da prestação de cada bandas, dividida pelos dois dias do festival. Espero que gostem, e para todos os amigos da equipa da Ruído Sonoro presentes em Vagos, até para o ano!

DIA 1 – DISAFFECTED, NORTHLAND, ELUVEITIE, ENSLAVED, ARCTURUS, AT THE GATES, NASUM

DIA 2 – MINDLOCK, CHTHONIC, TEXTURES, CORONER, OVERKILL, ARCH ENEMY

Meeting da Ruído Sonoro no Vagos Open Air 2012

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.