Na passada sexta-feira, o Santiago Alquimista recebeu uma uma noite encabeçada pelos canadianos Comeback Kid, contando ainda com a prensença de banda como My Cubic Emotion (que deram o seu último concerto em Lisboa), Shape e Hard to Deal. A banda de Andrew Neufeld já não visitava o nosso país há 3 anos (exceptuando a noite anterior no Algarve).

Por volta das 21h00 os Hard to Deal deram início ao seu concerto que durou cerca de 30 minutos. O hardcore melódico da banda (lembrando bandas como More Than Life e Life Long Tragedy) serviu para despertar a atenção do público. Embora a sala ainda estivesse a meio-gás, algo que só mudou quando os Comeback Kid subiram ao palco, os jovens deram um bom concerto, tocando faixas do seu EP “Never Ending Story” e terminado com um tema novo. Apelaram ainda a algum movimento na plateia.

Pouco depois foi a vez dos Shape tomarem conta do palco. O concerto serviu para aquecer o público e notou-se que foi talvez a banda de abertura mais bem escolhida da noite, ao contrario dos My Cubic Emotion. Os “stage-dives” começaram, bem como os “sing-alongs”, e os jovens deram um concerto enérgico e rápido, terminando com o tema “Rotten Inside”.

De seguida os My Cubic Emotion subiram ao palco para dar o seu último concerto na capital (e penúltimo da sua carreira). A banda deu um bom espectáculo embora se tenha notado algum desinteresse por parte de muitos dos presentes, à excepção dos fãs da banda (até vimos uma rapariga chorar!). No final do concerto um rapaz subiu ao palco para ajudar a acabar em grande e assim foi.

Os Comeback deram início ao seu aguardado concerto com o primeiro single de “Symptons + Cures”, “Do Yourself a Favor”, seguido de temas como “Talk is Cheap” e “Broadcasting”. Assim começou o grande concerto a viríamos a assistir.
A plateia estava ao rubro, os stage-dives eram constantes (um rapaz até tentou saltar do 1º andar, sendo travado pelos seguranças) e o moshpit estava imparável. O espectáculo continuou com “All in a Year” e “Partners in Crime”. Pode-se dizer que o alinhamento escolhido incluíu todas as fases da banda, até mesmo os albúns com Scott Wade na voz e Andrew Neufeld na guitarra, embora tal não pudesse deixar de acontecer devido ao mítico “Wake the Dead”. E era com duas faixas deste mesmo registo (“The Trouble I Love” e a faixa homónima, “Wake the Dead”) que as “setlists” espalhadas pelo palco davam como terminado o concerto. No entanto, os Comeback Kid fizeram um encore, algo que de acordo com os alinhamentos recentes não acontecia há algum tempo, finalizando com “Die Tonight”.

Em suma, foi uma noite memorável que apenas foi possível devido ao árduo trabalho da promotora Xuxa Jurássica. Esperamos que voltem em breve!

Texto: Manuel Casanova
Fotografia: Rita Mota “Skywalker”

Leave a Reply

Your email address will not be published.