Banda: Katjuscha
Álbum: Heavy Industry [Demo] Data de lançamento: Janeiro de 2010
Editora: (sem editora)
Género: Hard Rock/Heavy Metal
País: Áustria

Membros
Herwig Sauberer – Voz
Ralf Eric Kluschatzka – Guitarra
Matthias Hirtzberger – Baixo
Peter Zanzinger – Bateria

Alinhamento

  • Lucky Parasite
  • Misery In Black
  • Red Light Trip
  • Born To Run

Introdução

Os Katjuscha são uma banda austríaca nascida em 2006, numa pequena cidade na margem do rio Danúbio. A sua sonoridade é uma fusão entre o Hard Rock e o Heavy Metal clássicos, com notórias influências de AC/DC, Judas Priest, Motörhead e outros grandes nomes do género. O facto desta sonoridade ter sido já bastante explorada deixa-me sempre um pouco de pé atrás quando me deparo com bandas como esta, mas a verdade é que os Katjuscha nos dão uma experiência bastante agradável e que soa algo fresca e moderna, ao mesmo tempo que nos levam numa viagem até aos mágicos anos 80.

Review

Heavy Industry é uma demo de quatro faixas curtas, 15 minutos que passam rápido e são fáceis de ouvir. Pouco complexas, as músicas seguem a escrita e temáticas características do género, com um ritmo enérgico, bons solos e um vocal contagiante. Este CD não nos traz nada que nunca tivemos ouvido antes. Apesar disso, é um trabalho com bastante qualidade e mostra uma banda dotada de técnica e boa capacidade de composição. A produção do álbum é muito boa, com um som nítido, o que ajuda bastante à impressão causada no ouvinte.

O grande destaque deste trabalho vai para a voz, com Herwig Sauberer a dar-nos um vocal poderoso, algo rouco e com excelentes gritos agudos, não ao nível das melhores vozes de Heavy Metal, mas no patamar imediatamente abaixo. O melhor exemplo disso é a faixa Red Light Trip, com um grito de arrepiar! Essa é, aliás, a melhor faixa do álbum. Talvez pela sua duração, mais longa que qualquer outra, é um tema mais variado e com uma bela progressão, com uma passagem instrumental muito bem trabalhada a meio da música, mostrando bem a qualidade técnica da banda em todos os três instrumentos.

Os restantes três temas estão também a um bom nível, com melodias bastante agradáveis e transmitem energia e um ambiente de festa, puxando bem pelo headbanging de cerveja na mão, fazendo as delícias dos fãs de Heavy Metal e Hard Rock. Por tudo isto, estes quatro temas deverão ter um impacto muito positivo na plateia ao vivo.

Conclusão

Em suma, temos aqui algo que não se vê todos os dias e que é uma adição bem vinda à grande família do Heavy Metal. Não sendo fora de série, Heavy Industry mostra muito potencial e estou bastante curioso para ver onde chegará a banda no futuro. Uma coisa é certa, apesar deste trabalho soar novo e fresco, ainda se nota aqui muitas influências e riffs familiares. Não sei até que ponto a banda conseguirá continuar a inovar e fazer algo verdadeiramente novo, mas há que apostar forte na composição, uma vez que a técnica e o espírito já estão lá.

Saudações metaleiras,
David Dark Forever Matos

Classificação

Vocal: 9/10
Instrumental: 8/10
Escrita: 7,75/10
Originalidade: 6,75/10
Produção: 9/10
Impressão pessoal: 7,75/10
TOTAL: 80,1%

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.