No passado dia 12 de Fevereiro, os lendários Misfits regressaram ao nosso país para um concerto no Cine-Teatro de Corroios, na companhia das bandas Beretta Suicide (que vieram substituir os inicialmente confirmados PunkSinatra) e JuiceheaD.

 

Apesar do frio intenso que se fazia sentir naquela noite de Domingo, foi desde cedo que a pequena multidão se começou a juntar à porta do Cine-Teatros, em Corroios. Após os habituais atrasos, as portas abriram por volta das 9 da noite, apresentando aos presentes enregelados a primeira banda da noite, Beretta Suicide. Apesar do aparente entusiasmo do vocalista e dos restantes membros da banda, este foi pouco para convencer o público que, divido entre o bar e o recinto, ia a pouco e pouco enchendo o pequeno espaço do Cine-Teatro.  Seguiram-se os Juicehead, que com boa disposição pareceram animar o público, preparando o terreno para os tão esperados cabeça de cartaz.

Por volta das 10 e meia, ao som de uma trovoada rompante, subiram finalmente ao palco, entre efeitos de luz e fumo, os esperados Misfits ao som de “The Devil’s Rain”, agora liderados pelo baixista Jerry Only, que talvez ao contrário das expectativas, não decepcionou, fazendo até esquecer por momentos os antigos vocalistas Glenn Dazing e Michaele Graves.

Com uma energia impressionante, a banda tocou sem parar, música após de música, deixando, porém, pouco espaço para alguma interacção com o público. Passavam já cerca de 45 minutos desde o início do concerto, quando Jerry se dirigiu pela primeira vez aos presentes. Contudo, esta fraca interacção pareceu pouco importante, pois músicas como “Shinning”, “American Psycho”, “Dig Up Her Bones” ou “Scream”, levaram os fãs ao rubro; “Skulls” contou com uma participação muito especial (um pequeno fã juntou-se a Jerry no palco, cantando em conjunto com ele), numa setlist extensa (com mais de 30 músicas) que não deixou de lado nenhum dos grandes êxitos da banda.

Ao som de “Die, Die My Darling”, a banda despediu-se dos fãs, e o vocalista e baixista Jerry Only desceu do palco para distribuir alguns autógrafos pela audiência, terminando assim um concerto intenso que, apesar de marcado por vários problemas relativamente ao som, ficará certamente na memória de todos os fãs presentes e de todos aqueles que aguardavam ansiosamente o regresso dos Misfits a Portugal.

 

Setlist:

  1. The Devil’s Rain
  2. Vivid Red
  3. Land of the Dead
  4. The Black Hole
  5. Twilight of the Dead
  6. Curse of the Mummy’s Hand
  7. Cold in Hell
  8. Unexplained
  9. Dark Shadows
  10. Father
  11. Jack the Ripper
  12. Static Age
  13. Bullet
  14. Children in Heat
  15. Nike a Go Go
  16. She
  17. Abominable Dr. Phibes
  18. American Psycho
  19. Shinning
  20. Dig Up Her Bones
  21. Scream
  22. Ghost of Frankenstein
  23. Death Ray
  24. The Monkey’s Paw
  25. Halloween
  26. Skulls
  27. Where Eagles Dare
  28. Hatebreeders
  29. All Hell Breaks Loose
  30. We are 138
  31. Mommy, Can I Go Out and Kill Tonight?

Encore:

  1. Descending Angel
  2. Saturday Night
  3. Die, Die My Darling

Texto por: Rita Cipriano
Fotografia por: Manuel Casanova
Agradecimentos: Xuxa Jurássica

Leave a Reply

Your email address will not be published.